Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Tempestade Filomena faz dois mortos em Espanha. Tropas tentam resgatar condutores presos na neve

09 jan, 2021 - 11:30 • com Reuters

O aeroporto de Madrid foi fechado e a Gran Via, normalmente uma das ruas mais movimentadas da capital, transformou-se numa pista de ski. Segundo a Agência Estatal de Metereologia espanhola, esta é a maior queda de neve em Madrid desde 1971.

A+ / A-

Duas pessoas morreram em Espanha devido à tempestade Filomena, que trouxe a maior quede de neve a Madrid em décadas.

Segundo as autoridades espanholas, uma das vítimas mortais é uma mulher que ficou presa dentro do seu carro quando um rio transbordou perto de Málaga, sul de Espanha. A outra vítima é um sem-abrigo que congelou até à morte na cidade de Calatayud, no nordeste do país.

As autoridades resgataram vários condutores presos na neve nas estradas à volta de Madrid. "Continuamos o resgate de veículos na A4, A5, M40 e M607", twittou a Unidade de Emergências Militares, que destacou 147 soldados para o efeito.

O chefe do serviço de emergência da região de Madrid, Carlos Novillo, apelou para que a população não saísse de carro.

"Temos trabalhado intensamente. Resgatámos 1.000 veículos. Pedimos paciência, vamos chegar a todos vós", disse.

O aeroporto de Madrid foi fechado e a Gran Via, normalmente uma das ruas mais movimentadas da capital, transformou-se numa pista de ski.

"Vamos evitar viajar e seguir as instruções dos serviços de emergência", disse o primeiro-ministro Pedro Sanchez. "Temos de ser extremamente cuidadosos face à tempestade Filomena".

Segundo a Aena, que controla os aeroportos do país, o aeroporto de Barajas, em Madrid, que fechou na sexta-feira à noite, permanecerá fechado durante o dia de sábado. Segundo a empresa, pelo menos 50 voos para Madrid, Málaga, Tenerife e Ceuta, um território espanhol no Norte de África, foram cancelados.

Segundo a Agência Estatal de Metereologia espanhola, esta foi a maior queda de neve em Madrid desde 1971. Já José Miguel Viñas, um metereólogo da Rádio Nacional Espanhola, considera-a a maior queda de neve desde 1963, já que caíram entre 25 cm e 50 cm de neve na capital espanhola.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+