Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19

Turismo do Algarve expectante quanto a eventual recuperação em agosto

26 jul, 2021 - 10:24 • Marta Grosso , Beatriz Lopes , Miguel Coelho (entrevista)

O fim da quarentena para britânicos com a vacinação completa já fez reduzir a taxa de cancelamentos, mas o setor está em perda acumulada, diz à Renascença o presidente da Região do Turismo do Algarve.

A+ / A-

Com o possível alívio de restrições e passada uma semana do fim da quarentena para os britânicos com duas doses da vacina, o Algarve olha para agosto com alguma esperança.

“O número de turistas britânicos aumentou com o fim da exigência de quarentena para quem tem a vacinação completa – que já são três milhões no Reino Unido”, refere o presidente da Região de Turismo do Algarve nesta segunda-feira à Renascença.

“Há um aumento progressivo, mas a expectativa é que nesta semana haja uma procura mais robusta, porque as férias escolares dos britânicos começaram na semana passada”, adianta.

João Fernandes revela-se, contudo, cauteloso. “Temos de nos lembrar que não estamos com um corredor dedicado em que somos o único destino. Além disso, os níveis da pandemia em Portugal não são neste momento o cartão de visita mais convidativo e há um conjunto de circunstâncias que não são semelhantes à de outros tempos, em que houve uma afluência massiva”.

Para já, “o principal efeito” do fim da quarentena para os britânicos que viajem e tenham a vacinação completa “foi a redução do número de cancelamentos”. E as taxas de ocupação ainda não refletem um grande fluxo de turistas.

“Em junho, terminámos com cerca de 43% de ocupação; julho não está a ser um mês famoso, deverá andar à volta dos 50%, pouco mais do que isso, e estamos a falar de meses em que estaríamos já próximos dos 80%-90% de ocupação”, afirma o presidente da RTA.

Face a 2020, “estamos em franca perda e perda acumulada”, sublinha. “São muitos meses com uma procura muito abaixo do habitual e do que é a oferta instalada, o que faz muita diferença na vida dos empresários e dos trabalhadores”, acrescenta João Fernandes.

Os olhos estão, por tudo isto, colocados em agosto. “Esperamos que haja um sinal mais positivo, até com a retirada das restrições para os horários dos restaurantes, entre outras atividades, e de circulação na rua, que será também uma forma de as pessoas poderem usufruir melhor do território”, considera o responsável pelo turismo do Algarve.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+