Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Insolvências a aumentar em 2016

18 mai, 2016 - 20:38

Os dados, compilados até Abril, são da empresa Ignios.

A+ / A-

Nos primeiros quatro meses deste ano entraram em insolvência 2.889 empresas, mais 18% do que no mesmo período de 2015, segundo os dados divulgados pela empresa de gestão de risco Ignios.

Segundo o estudo, os "serviços dependentes da procura interna e de consequentes importações, continuam a constituir a maioria das insolvências e do seu aumento", sobretudo o comércio a retalho, por grosso e de veículos e a restauração.

Já por regiões, o aumento mais significativo de insolvências foi no Porto, seguido da capital, Lisboa.

Por dimensão, as empresas que mais abriram insolvência foram as microempresas, com um volume de negócios até 500 mil euros, com um peso de quase 90% no total.

Já quanto à criação de empresas, até Abril foram constituídas 14.068, ou seja, foram constituídas 117 novas entidades por dia. Ainda assim, este valor representa uma queda de 6,8% face ao mesmo período de 2015.

O sector mais dinâmico na criação de empresas foi a hotelaria e restauração, com 1.778 novas empresas, mais 2,5% do que em período homólogo de 2015, reflectindo segundo a Ignios "o impacto do aumento de exportações de serviços turísticos".

O comércio a retalho foi o segundo sector a criar mais empresas, no total de 1.636.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 19 mai, 2016 00:48
    Acho que deveríam ser admitidos em processo de insolvencia todos os casos que estão impossibilitados de cumprir,pois os culpados são os nossos governantes que também não cumprem e que paga é o povo,por isso assim devia haver essa claussura e proteção.

Destaques V+