Tempo
|
A+ / A-

Só o Sporting brilhou na Europa

16 fev, 2024 - 06:06

O Sporting constitui-se como excepção ao regressar da Suiça com uma incontestável vitória sobre o Young Boys.

A+ / A-

Não foi totalmente uma brilhante jornada europeia dos clubes portugueses que ontem tomaram parte na primeira mão do play-off da Liga Europa, que vai apurar as equipas que a seguir tomarão parte nos oitavos-de-final daquela competição internacional.

No entanto, o Sporting constitui-se como excepção ao regressar da Suiça com uma incontestável vitória sobre o Young Boys acrescida de números que conferem alguma margem de tranquilidade aos leões com vista a continuarem na segunda competição da Uefa.

Tendo sido superiores em todos os capítulos de jogo, os leões lograram chegar a três golos, tendo sofrido apenas um, e até poderiam ter regressado com uma diferença mais gorda, justificada por uma exibição que, não tendo sido brilhante, foi seguramente a melhor e a mais interessante em relação aos demais representantes portugueses.

O Benfica também venceu mas, mais uma vez, sem que a sua exibição tenha atingido qualquer brilhantismo. Os franceses constituíam um previsível adversário de menor categoria, tendo em conta a sua posição muito deficitária no campeonato francês, onde ocupa apenas a décima-quarta posição.

Foi na transformação de duas grandes penalidades, uma das quais já em período de descontos, mas ambas assinaladas com inteira justiça, que o campeão português chegou a uma vitória muito sofrida, e que não dá para embarcar para França, daqui por uma semana, de peito cheio com a convicção de que o apuramento está assegurado.

Um desfecho que contrariou todas as previsões, e deixou a nu mais algumas decisões incompreensíveis do treinador, que o público benfiquista não deixou de sublinhar durante e após o desafio da Luz.

Pior do que todos, o Sporting de Braga baqueou frente ao Qarabag, apesar de este ser líder do quase desconhecido campeonato do Azerbaijão, e quando se aguardava um resultado bem diferente, o de agora com consequências longe de prever.

Para já, continuar na Liga Europa parece missão impossível para os bracarenses.

As suas fragilidades, sobretudo defensivas, têm sido comprometedoras ultimamente, não se prevendo que algo possa acontecer em contrário nos tempos mais chegados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+