Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Sporting

Rúben Amorim: "Se baterem a cláusula, Gyokeres tem de ir"

29 dez, 2023 - 12:31 • Redação

"Estou descansado, comparado com os Matheus Nunes e os Porros", garante o treinador, que, ao contrário do que o sueco afirmou, acredita que, se chegarem ao Sporting os 100 milhões de euros da cláusula de rescisão em janeiro, o jogador sai.

A+ / A-

Rúben Amorim sublinha que se algum clube bater a cláusula de rescisão de 100 milhões de euros no mercado de inverno, Viktor Gyokeres sairá do Sporting, ao contrário da garantia que o sueco deu numa entrevista.

Em declarações ao jornal "Record", Gyokeres disse que, mesmo que algum clube batesse a cláusula de rescisão, ficaria no Sporting até ao final da época. Contudo, Amorim salienta que "os jogadores e os treinadores podem querer ficar, mas depois algo acontece que muda a nossa forma de ver". Algo que "acontece em todas as profissões".

"Antes era mais difícil para mim, porque tínhamos outra urgência e poderia surgir uma proposta que não era assim tão aliciante e os jogadores tinham de ir. Agora, há uma cláusula. Se baterem a cláusula, o Viktor tem de ir e nós arranjaremos soluções. Estou descansado", afirma.

Confrontado, uma segunda vez, com as declarações de Gyokeres sobre a intenção de continuar em Alvalade até ao final da época, Amorim mostra-se novamente cético: "A vontade do jogador muda, como a nossa muda. Às vezes, temos uma ideia aqui e, depois, lá fora, acontece qualquer coisa na nossa vida que nos muda a forma de pensar."

"Isso envolve muita coisa, os familiares, os agentes, etc. Isso muda a vida do jogador. Eu já vi tudo, tudo é possível", acrescenta o treinador.

"Estou descansado, comparado com Nunes e Porro"


De qualquer forma, Amorim garante estar "muito mais descansado" agora do que na temporada passada, em que perdeu Matheus Nunes mesmo no final do mercado de verão e Pedro Porro no final de janeiro.

"Nós estamos salvaguardados porque temos uma cláusula. Uma cláusula alta. Estou realmente descansado, comparado com os Matheus Nunes, os Porros, etc. Estou muito mais descansado agora, porque a nossa situação é clara. Se tiver de ir, vai pela cláusula. O que importa é que o jogador está contente e tudo é muito claro entre todas as partes envolvidas. O futebol é mesmo assim e o Sporting vai sobreviver sem o Viktor", assegura.

Por outro lado, o técnico assinala que "100 milhões em janeiro não é assim tão fácil de pagar": "Se pagarem, o Sporting fica com 100 milhões."

"Iríamos sofrer muito sem ele, teríamos de mudar a forma de jogar, seria muito mais complicado, temos de ser sinceros. Mas estamos salvaguardados, porque teríamos uma contrapartida gigante", vinca.

Rúben Amorim na antevisão do Portimonense-Sporting, jogo da 15.ª jornada marcado para sábado, às 20h30, e que terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+