A+ / A-

Marcelo felicita Fernando Pimenta por “mais um feito extraordinário”

26 ago, 2023 - 20:00 • Lusa

Canoísta conquistou este sábado pela terceira vez o título mundial na prova de K1 1000m.

A+ / A-

O Presidente da República felicitou o canoísta Fernando Pimenta, que conquistou a medalha de ouro na prova de K1 1.000 metros nos Mundiais da Alemanha, destacando que o desportista "alcança mais um feito extraordinário".

O canoísta Fernando Pimenta conquistou a medalha de ouro na prova de K1 1.000 metros nos Mundiais da Alemanha e, com isso, apurou Portugal para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Numa nota divulgada no “site” da presidência, Marcelo Rebelo de Sousa "felicita o canoísta olímpico Fernando Pimenta que se sagrou Campeão do Mundo na prova de K1 1000 metros, no campeonato do mundo de canoagem que decorre em Duisburgo, na Alemanha".

Com "esta terceira conquista da medalha de ouro em Mundiais, que junta a medalha de bronze ontem conquistada em K1 500 metros e o apuramento para os Jogos Olímpicos Paris 2024, Fernando Pimenta alcança mais um feito extraordinário para o desporto nacional e para a canoagem em particular, numa já longa carreira em que tem sempre representado Portugal ao mais alto nível, e que muito orgulha o Presidente da República e todos os portugueses".

Marcelo Rebelo de Sousa realça também "as boas prestações dos atletas nacionais nas mais variadas modalidades nestes últimos dias, não apenas no campeonato do mundo de canoagem, como também nos Campeonatos do Mundo de Atletismo em Budapeste, na Hungria, no Grand Prix de Judo e no Campeonato do Mundo de Judo em Cadetes, ambos em Zagreb, na Croácia, no Triatlo em Paris, no Campeonato da Europa júnior de Saltos para a Água, em Rijeka, na Croácia, não podendo deixar de destacar o título mundial de João Paulo Azevedo e Inês Barros na prova de equipas mistas de Tiro com Armas de Caça no Campeonato do Mundo da modalidade em Baku, no Azerbaijão".

A todos os atletas, "os que já competiram e os que ainda estão em competição, aos treinadores e equipas técnicas, às respetivas federações e ao Comité Olímpico de Portugal, o Presidente da República deixa uma palavra de apoio e incentivo, desejando as maiores felicidades pessoais e desportivas".

Anteriormente, o canoísta Fernando Pimenta tinha afirmado que o Presidente da República deveria "ter mais critério" nas receções e condecorações aos desportistas portugueses no Palácio de Belém, sentindo-se alvo de desigualdade de tratamento.

"Sinceramente, deveria haver maior critério para ser recebido pelo Presidente da República. Fui o único medalhado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio2020 que não foi recebido, justificando que já tinha aquela condecoração", ilustrou, em declarações à RTP.

Após o bronze conquistado nos Jogos Olímpicos, Fernando Pimenta não foi convidado juntamente com os restantes medalhados pelo facto de já ter recebido anteriormente a mesma condecoração: "Podiam pelo menos ter feito uma chamada para me dizer 'se quiseres estar presente, vais ser recebido, não terás é outra porque esta já a tens'".

"Existe uma dualidade de critérios. Sinceramente, sinto-me um pouco mais português quando ganho, não é o mesmo quando o faço já não é a mesma coisa. Hoje venci, se calhar voltei a ser o Fernando Pimenta campeão, mas esse trabalha todos os dias e deve-se valorizar cada vez mais o desporto e os desportistas em Portugal", completou, após conquistar a sua 133.ª medalha nas maiores provas internacionais.

O presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, acrescentou que além de ser recebido por Marcelo Rebelo de Sousa, também os F16 da força aérea o deveriam escoltar, "como fizeram com a equipa feminina de futebol" após o Campeonato do Mundo.

"Acho que, quer o Fernando Pimenta quer um conjunto de atletas do desporto português com um bom conjunto de resultados, com títulos Europeus e Mundiais, mereciam um justo e igual reconhecimento por parte da mais alta figura do Estado", sublinhou o dirigente.

Vítor Félix considerou que essa valorização deveria acontecer não por apenas "participarem no campeonato do Mundo, como aconteceu com a equipa feminina de futebol, mas pelos resultados e mérito desportivo dos atletas este ano, e apenas para falar disso".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+