Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Tóquio 2020

Canoagem. Teresa Portela garante diploma olímpico em K1 500m

05 ago, 2021 - 06:31 • Redação

A canoísta portuguesa foi sétima classificada na final. "Foi maravilhoso ter estado entre as melhores do mundo", admite.

A+ / A-

Veja também:


Teresa Portela conquistou um diploma olímpico, o oitavo de Portugal em Tóquio 2020, ao terminar a final de K1 500 metros no sétimo lugar.

A canoísta portuguesa, de 33 anos, tinha sido segunda na sua semifinal, com o tempo de 1:52,557 minutos. Porém, na corrida decisiva, foi mais de três segundos mais lenta (1:55,814) e cruzou a meta na penúltima posição.

Apesar de o tempo das meias-finais ter dado para uma medalha — a dinamarquesa Emma Jorgensen venceu o bronze com 1:52,773 —, em declarações à RTP, Teresa Portela mostrou-se feliz com o melhor resultado olímpico da carreira na categoria de K1 500 metros.

“Foi maravilhoso ter estado entre as melhores do mundo e um privilégio ter sido sétima”, afirmou a canoísta portuguesa, no final da prova.

Paris ali tão perto, mas numa condição


Aos 33 anos, Teresa Portela participou nos quartos Jogos Olímpicos. Paris 2024 "tem a vantagem de ser perto", mas ainda não sabe se participa:

"Provavelmente, não vou competir mais em K1 [caiaque individual], porque tem sido muito desgastante, apesar de ter sempre desfrutado. É muito duro estar sempre ao mais alto nível. Se conseguir ter uma equipa em K2 [duas pessoas] ou K4 [quatro], talvez possa ir a Paris 2024."

A medalha de ouro ficou com a neozelandesa Lisa Carrington (1:51,216), ao passo que a húngara Tamara Csipes ficou com a prata (1:51,855).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+