A+ / A-

SC Braga

Artur Jorge admite "alguma felicidade" do Braga em vitória "muito justa"

23 jan, 2024 - 22:38 • Redação

Treinador do Sporting de Braga defende que os seus jogadores "merecem imenso" estar na final da Taça da Liga.

A+ / A-

Artur Jorge admite que o Sporting de Braga gozou de uma dose de sorte para derrotar o Sporting, por 1-0, e garantir o apuramento para a final da Taça da Liga.

Em declarações à Sport TV, no final da partida, o treinador também fez questão de puxar dos galões.

"Sim [Braga foi feliz], para além do mérito que tivemos, com compromisso e atitude de todos os jogadores, que dificulta muito o trabalho ao adversário. Todos os jogadores merecem imenso estar na final", vincou.

A entrada de Abel Ruiz, que revolucionou o jogo, estava pensada, assegurou Artur Jorge, que também admitiu que o Braga teve "momentos desconfortáveis" durante a primeira parte, "por mérito do Sporting".

"Houve mais Sporting e tivemos alguma felicidade na forma como mantivemos o 0-0. Ao intervalo também fizemos algumas mudanças. A segunda parte foi mais equilibrada, mais Braga nos últimos 15 minutos, a dar bola ao adversário mas a controlar, sem dar oportunidades e a criar as suas. Vitória muito justa de um Braga que se superou perante um adversário muito difícil de bater", disse.

"Momentos de felicidade chegam de forma justa"


Abel Ruiz foi o melhor em campo para a Renascença. Entrou aos 60 minutos, mudou o jogo e marcou o golo que apurou o Braga para a final. Artur Jorge destacou a justiça das oportunidades dadas ao internacional espanhol, apesar do jejum de golos desde outubro - já não marcava há 17 jogos:

"Aquilo que tenho feito é só ser justo, pelo que o Abel trabalha e traz à equipa. Faltava-lhe golo. Andava um bocadinho mais cabisbaixo, porque o avançado vive de golos, e hoje foi importante: por ter feito o golo, pela forma como entrou, como se comprometeu e ajudou. Estes momentos de felicidade chegam sempre de forma justa para quem trabalha e merece."

Artur Jorge tem "algumas dúvidas" que Bruma e Al Musrati, lesionados, estejam aptos para a final, em que o Braga defrontará Benfica ou Estoril. Apesar disso, e das saídas de André Horta. André Castro e Lucas Mineiro, o treinador mostra confiança nos jovens que os substituem.

"Já ouvi dizer que temos um plantel extenso, mas hoje tínhamos jogadores da equipa B no banco. São as alternativas que temos. Temos de potenciar os jovens que vemos com capacidade para integrar a equipa. Perdemos dois jogadores no mercado, mas os que temos dão-nos totais garantias", vincou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+