32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Futebol internacional

"Estamos nos primeiros 10km". Jim Ratcliffe correu a maratona de Londres e comparou-a ao Manchester United

22 abr, 2024 - 11:50 • Eduardo Soares da Silva

Aos 71 anos, o novo dono dos "red devils" cumpriu os 42 quilómetros em quatro horas e trinta minutos. Depois, foi apressado para Wembley ver a sua equipa carimbar passagem para a final da Taça.

A+ / A-

Completar uma maratona ou dar a volta ao Manchester United? A comparação foi feita por Sir Jim Ratcliffe, o novo acionista minoritário do Manchester United e dono da INEOS, mas não tem uma resposta para dar.

O bilionário britânico de 71 anos completou a maratona de Londres na manhã de domingo, em quatro horas e 30 minutos, antes de rumar a Wembley para assistir à suada vitória dos "red devils" na meia-final da FA Cup, a Taça de Inglaterra, contra o Coventry City.

No fim do duro percurso de 42 quilómetros, Jim Ratcliffe esteve à conversa com a BBC, mas com pressa, porque "tinha de chegar a Wembley durante o intervalo".

"Há alguns paralelos [entre uma maratona e gerir o clube], é preciso alguma coragem em ambos. Na maratona, chegas aos 30 quilómetros e fica muito difícil. Não acho que estejamos já nos 30 quilómetros no futebol, nem na meia maratona. Estamos nos primeiros 10 quilómetros, mas é uma jornada longa", começou por dizer.

Ainda com o suor a escorrer-lhe após mais de quatro horas no alcatrão londrino, Ratcliffe pede paciência aos adeptos do Manchester United.

"Os adeptos são impacientes, eu sabia disso. É uma estrada longa e os adeptos têm de ser pacientes, quer queiram, quer não. Não é um interruptor, não podes só mudar as coisas tão rapidamente", disse.

Jim Ratcliffe, que ficou à frente da gestão do futebol do Manchester United, apontou ainda à construção de um novo estádio: "Seria muito bom para o norte de Inglaterra. Foi no sul de Manchester que começou a revolução industrial e foi por isso que surgiu aí o Old Trafford. É uma zona muito importante. Construir um Wembley do norte seria um projeto fantástico e acho que podemos conseguir", disse.

Despediu-se rapidamente, porque sobrava menos de uma hora para o início do jogo em Wembley, onde o Manchester United provou que não está perto do fim da maratona.

Frente ao Coventry, da segunda divisão, o Manchester United chegou a estar a vencer por 3-0 - e com contribuições importantes de Bruno Fernandes e Diogo Dalot -, mas deixou-se empatar.

No prolongamento, viu um golo do Coventry ser anulado pelo VAR em cima do minuto 120 e, nos penáltis, os "red devils" levaram mesmo a melhor e vão defrontar o rival City na final, em maio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+