32,08%
8 Deputados
31,11%
7 Deputados
9,79%
2 Deputados
9,07%
2 Deputados
4,26%
1 Deputados
4,12%
1 Deputados
3,76%
0 Deputados
1,22%
0 Deputados
2,62%
0 Deputados
  • Freguesias apuradas: 3092 de 3092
  • Abstenção: 63,48%
  • Votos Nulos: 0,77%
  • Votos em Branco: 1,20%

A+ / A-

Inglaterra

City goleia e é líder à condição na Premier League

13 abr, 2024 - 18:25 • Lusa

Equipa de Guardiola faz poupanças, mas vence na mesma.

A+ / A-

O tricampeão Manchester City subiu à liderança da Liga inglesa de futebol, ao golear 5-1 o aflito Luton, mesmo com poupanças importantes a pensar no jogo de quarta-feira na Champions.

O treinador espanhol Pep Guardiola deixou de fora o português Bernardo Silva, mas também Rodri, Phil Foden, Jack Grealish ou o guarda-redes Ortega, todos titulares na visita ao Real Madrid (3-3), no jogo da primeira mão.

Mesmo com elevada rotação na equipa, em que Rúben Dias se manteve e Matheus Nunes foi opção, os citizens já venciam por 1-0 aos dois minutos, num autogolo de Hashioka, com a bola, rematada por Haaland, a desviar no japonês.

Na segunda parte, Kovacic descansou os campeões, com novo golo aos 64, e Haaland praticamente sentenciou o resultado, de grande penalidade, aos 76, não sem que pouco depois os visitantes fizessem o 3-1, numa perda de bola de Matheus Nunes.

O quarto golo do campeão apareceu já muito perto do final, com Doku a partir da esquerda e, entre simulações de corpo, a conseguir encontrar espaço na área para atirar cruzado para o 4-1, aos 87 minutos, um pouco antes de o belga assistir Gvardiol para o quinto, aos 90+3.

O triunfo deixa o Manchester City na liderança da Liga inglesa, com 73 pontos e mais um jogo do que Arsenal e Liverpool, ambos com 71 e que no domingo recebem Aston Villa, quarto, e Crystal Palace, 15.º, respetivamente.

Também hoje, em jogo de zona europeia, o Newcastle (sexto) goleou em casa o Tottenham (quinto), num jogo em que os 'spurs' pagaram caro alguma ineficácia e acabaram feridos perante a rapidez e acerto na equipa da casa.

O jogo foi o segundo na história de Premier League em que uma equipa teve a mais pequena percentagem de posse de bola (27%) e conseguiu vencer por uma diferença de quatro golos ou mais, no caso por 4-0.

O recorde ainda pertence ao Everton, quando venceu o Brighton por 5-1 em maio de 2023, com apenas 22,3% de posse de bola.

Os “magpies”, sextos na Liga, marcaram por Alexander Isak, aos 30 e 51 minutos, Anthony Gordon, aos 32, e Schar, aos 87.

Em outros jogos, o Nottingham Forest (17.º), de Nuno Espírito Santo, mantém-se ligeiramente acima da zona de descida, com os mesmos 25 pontos de Luton (18.º), mas com um jogo em atraso, depois de hoje ter empatado na receção ao Wolverhampton (2-2).

Matheus Cunha bisou nos 'wolves' (aos 40 e 62 minutos), que tiveram José Sá, Nelson Semedo e Toti Gomes em campo, enquanto na equipa da casa Nuno Espírito Santo fez entrar em cima do minuto 90 Rodrigo Ribeiro e Nuno Tavares.

Das equipas em zona de perigo, além do Luton, também o Sheffield United (20.º) e o Burnley (19.º) estiveram em ação, com os primeiros a perderem por 2-0 na visita ao Brentford, e os segundos a empatarem na receção ao Brighton (1-1).

A 33.ª jornada prossegue ainda hoje com a visita do Manchester United ao Bournemouth, seguindo-se, no domingo, os jogos Liverpool-Crystal Palace, West Ham-Fulham e Arsenal-Aston Villa, e, na segunda-feira, o Chelsea-Everton.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+