Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Futebol internacional

“Por favor, perdoem-no": depois da zanga por causa do ping-pong, Son pediu apoio para Lee Kang-in

22 fev, 2024 - 14:45 • Redação

O incidente ocorreu depois da derrota da Coreia do Sul na meia-final Taça Asiática.

A+ / A-

Para muitos, Son é o exemplo da serenidade e da boa educação e nada previa que fosse protagonista numa discussão acesa com os seus colegas da seleção sul-coreana. Mas, quando sentiu que os princípios da sua seleção foram violados, aparentemente não conseguiu ficar calado.

O ídolo do Tottenham, irritado com a atitude dos seus companheiros após a eliminação da Taça da Ásia, lesionou-se num dedo durante uma discussão.

E tudo porque alguns membros mais jovens dos convocados foram, à hora de jantar, jogar uma partida de ténis de mesa. O problema é que o jantar foi após uma derrota decisiva para o futuro da Coreia do Sul na Taça Asiática, que não passou das meias-finais frente à Jordânia, que ganhou por 2-0.

A Federação Sul-coreana de Futebol confirmou que Lee Kang-in deixou o jantar mais cedo para ir jogar ténis de mesa com os companheiros de equipa. Isto levou a um desentendimento com Son, que considera que os jantares são um momento de confraternização e reflexão.

Mas agora, os ânimos parecem ter acalmado, depois de algumas semanas tumultuosas. Na quarta-feira, o médio do Paris-Saint Germain foi até Londres pedir desculpa a Son pelo sucedido. Através da rede social Instagram, Lee confirmou que esteve à conversa com o jogador dos spurs.

“O meu comportamento inapropriado desiludiu Son, os meus colegas de equipa e os adeptos. Compreendi a grande responsabilidade que Son tem como capitão e refleti sobre o meu comportamento”, disse o jogador, acrescentando que lamenta a sua atitude e que nunca o deveria ter feito.

A seleção coreana parece ter finalmente encontrado paz, com Son a usar também o Instagram para pedir desculpas a Lee pelo incidente. Na publicação, é possível ver os dois internacionais sul-coreanos a sorrir.

“Lamento sinceramente ter causado problemas e vou trabalhar para levar a seleção nacional para a frente”, afirmou Son na publicação.

Como o capitão dos spurs é uma figura querida dos adeptos de futebol, Lee tornou-se inimigo público e passou por um “período difícil após o incidente”, lê-se na descrição da fotografia.

“Por favor, perdoem-no com a mente aberta”, acrescentou, afirmando que Lee lhe pediu desculpa.

Depois do incidente que causou alvoroço dentro e fora das paredes internas da seleção sul-coreana de futebol, o problema parece estar resolvido.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+