Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Final da Copa América de 2024 será na nova cidade de Messi

21 nov, 2023 - 10:00 • Redação com Lusa

Jogo decisivo da prova, que será disputada integralmente nos EUA, marcado para 14 de julho, no Hard Rock Stadium, em Miami.

A+ / A-

A final da Copa América de 2024, que vai ser jogada integralmente nos Estados Unidos, está marcada para o dia 14 de julho, no Hard Rock Stadium, de Miami, que tem lotação para 65.000 espetadores.

Miami é a nova casa de Lionel Messi, jogador do Inter Miami, que no entanto joga noutro estádio. O Hard Rock Stadium é um recinto multiusos, usualmente a casa dos Miami Dolphins e dos Miami Hurricanes, de futebol americano.

O arranque da prova, agendado para 20 de junho, será no Mercedes-Benz Stadium, de Atlanta, com capacidade para 71.000 espetadores.

"Esperamos estádios cheios com a paixão de todo o continente americano para a abertura e a final de uma inesquecível Copa América", disse Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol e vice-presidente da FIFA.

Domínguez realça a grandeza dos estádios e o envolvimento dos Estados Unidos: "Em Atlanta, a bola vai começar a rodar e não parará durante um mês. São estádios magníficos, em cidades maravilhosas. Agradecemos a valiosa colaboração das autoridades dos Estados Unidos e dos nossos amigos da Concacaf".

Víctor Montagliani, presidente da Confederação da América do Norte, Central e Caraíbas (Concacaf) e vice-presidente da FIFA, assegura que Atlanta e Miami "são duas sedes de classe mundial" e "excelentes anfitriãs para esses jogos".

Na Copa América do próximo ano vão competir 10 seleções sul-americanas e seis convidadas das Américas do Norte, Central e Caraíbas, no quadro de um acordo entre a Conmebol e a Concacaf.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+