A+ / A-

Oficial. Ágata Filipa é a primeira portuguesa vendida para uma grande liga

07 ago, 2023 - 19:14 • Inês Braga Sampaio

Confirma-se a notícia avançada pela Renascença, que também apurou que a lateral-esquerda troca o Servette, da Suíça, pelo Fleury, de França, por um valor a rondar os 40 mil euros.

A+ / A-

O Fleury oficializou, esta segunda-feira, a contratação de Ágata Filipa, o que confirma a notícia avançada pela Renascença, de que a lateral-esquerda é a primeira portuguesa a ser transferida para uma grande liga europeia por dinheiro.

A internacional portuguesa, de 28 anos, troca o Servette, da Suíça, pelo quarto classificado do último campeonato francês, por um valor a rondar os 40 mil euros, ao que Bola Branca apurou.

Uma transferência pouco habitual, uma vez que, no futebol feminino, as jogadoras ainda trocam várias vezes de clube após terminarem contrato. Nunca uma jogadora portuguesa rumou a um clube de uma grande liga por dinheiro.

Ágata Filipa assina contrato válido até 2025, ou seja, para as próximas duas temporadas.

A defesa portuguesa tinha mais um ano de contrato com as vice-campeãs helvéticas, a que se juntou no verão de 2022, proveniente das escocesas do Glasgow City. Na temporada passada, marcou quatro golos em 27 jogos e ajudou o Servette a conquistar a Taça da Suíça.

Ágata Filipa, que não integrou a convocatória de Portugal para o Mundial 2023, também passou por Casa Povo Martim, Valadares Gaia, com que venceu uma Supertaça, e Sporting de Braga. Ao serviço das minhotas, conquistou um campeonato, uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

Na última época, o Fleury terminou o campeonato francês na quarta posição, a três pontos do último lugar do pódio, ocupado pelo Paris FC, e de um consequente apuramento para a Liga dos Campeões.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+