Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Líderes da Superliga falam em "novo capítulo para o futebol europeu"

19 abr, 2021 - 00:39 • Redação

Presidentes de Real Madrid, Manchester United e Juventus, que lideram a organização da prova, garantem estar a "responder aos desejos" e dos adeptos e necessidades do futebol.

A+ / A-

A criação da Superliga Europeia de futebol permitirá ao futebol escrever um novo capítulo da sua história, asseguram os líderes da nova competição fechada aos maiores clubes do continente.

"Ao juntar os maiores clubes e jogadores do mundo para jogarem entre si ao longo da temporada, a Superliga abrirá um novo capítulo para o futebol europeu, assegurando competição e infraestruturas de classe mundial, e maior apoio financeiro para a pirâmide do futebol", declarou Joe Glazer, co-proprietário do Manchester United e vice-presidente da Superliga, em declarações reproduzidas no site oficial da competição.

AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham e Real Madrid anunciaram, este domingo, a criação da Superliga Europeia. Os autodenominados 12 Clubes Fundadores da competição pretendem acrescentar outras três equipas ao grupo de organizadores.

"Responder aos desejos" dos adeptos


Florentino Pérez, presidente do Real Madrid e da Superliga Europeia, acredita que esta nova prova "vai ajudar o futebol a todos os níveis e devolvê-lo ao lugar que deve ocupar no mundo".

"O futebol é o único desporto global no mundo com mais de quatro mil milhões de adeptos e a nossa responsabilidade, como grandes clubes, é responder aos seus desejos", afirmou o líder dos "Galáticos".

O presidente da Juventus, Andrea Agnelli, que também é "vice" da Superliga, destaca que os 12 Clubes Fundadores "representam milhares de milhões de adeptos pelo mundo inteiro e 99 troféus europeus":

"Juntámo-nos neste momento crítico, permitindo que o futebol europeu seja transformado e colocando o jogo que amamos numa posição sustentável para o futuro a longo prazo, aumentando substancialmente a solidariedade e dando aos adeptos e jogadores amadores uma corrente regular de grandes jogos que alimentará a sua paixão pelo jogo."

A Superliga Europeia arranca em agosto, com 20 equipas — 15 clubes fixos e outros cinco apurados pelo rendimento desportivo. A final será em maio, a uma mão, em campo neutro. Os Clubes Fundadores também querem criar uma competição equivalente para o futebol feminino.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anónimo
    19 abr, 2021 Lisboa 09:43
    Podem começar por expulsar essa escumalha da Liga dos Campeões. Retroactivamente. Não fazem cá falta. Já para não falar que alguns dos que pertencem à "Superliga" nem sequer entraram na Liga dos Campeões e um dos que entrou até foi eliminado pelo Porto. Who the f*** is Tottenham? Who the f*** is Manchester United? Who the f*** is Juventus?

Destaques V+