A+ / A-

Rovanpera voltou ao comando no rali da Grécia

09 set, 2023 - 22:13 • Lusa

Houve duas desistências importantes este sábado. Este domingo há mais classificativas.

A+ / A-

O finlandês Kalle Rovanpera (Toyota) chega ao último dia do Rali da Acrópole (Grécia) na liderança, que herdou depois das desistências do francês Sébastien Ogier (Toyota) e do belga Thierry Neuville (Hyundai), após toques.

Rovanpera terminou o dia com o tempo de 2:29.40,5 horas, com o espanhol Dani Sordo (Hyundai) na segunda posição, a 2.04,4 minutos e o britânico Elfyn Evans (Toyota) em terceiro, a 02.09,4 minutos.

Rovanperä começou o dia na terceira posição, a 25,5 segundos do comandante, Thierry Neuville. Ogier saltou para a liderança logo no início da etapa deste sábado, mas Neuville recuperou o primeiro lugar logo a seguir.

No entanto, ao início da secção da tarde, Neuville foi forçado a desistir com a suspensão dianteira direita partida após atingir um buraco nas duras pistas gregas.

Ogier voltou ao comando e entrou na derradeira especial do dia com 12 segundos de avanço para o campeão mundial. Mas o experiente francês acabou por tocar numa pedra e destruir a suspensão traseira esquerda.

Desta forma, Rovanperä ficou com via livre para a terceira vitória da temporada em 10 corridas disputadas (das 13 do calendário).

Rovanperä venceu cinco das seis especiais disputadas, pelo que considerou que teve "um bom dia", pois foi "rápido" mas ainda conseguiu "manter o carro inteiro", ao contrário dos principais adversários.

Evans também sentiu problemas, mas com o motor do seu Yaris, que sobreaqueceu, acabando ultrapassado por Dani Sordo na derradeira especial do dia.

Muito atrasado está o estónio Ott Tänak (Ford Puma), a 4.49,7 minutos, depois de uma penalização por atraso sofrida na véspera, de 3.40 minutos.

No domingo disputam-se as derradeiras três especiais, com um total de 41,47 quilómetros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+