Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Ministério Público detalha esquema de fraude de Vieira e Bruno Macedo em prejuízo do Benfica

08 jul, 2021 - 17:53 • Rui Viegas

Em causa estará o desvio de dois milhões e 494 mil euros e envolvem o presidente do Benfica, o filho e o agente Bruno Macedo.

A+ / A-

O Ministério Público acredita que Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Macedo, agente, tinham um esquema de fraude à custa dos interesses da SAD do Benfica, segundo o despacho que a Renascença teve acesso.

Em causa estão negócios como a venda de Derlis González e Cláudio Correa, que terão gerado cerca de um milhão e 280 mil euros de vencimento que não foi declarado e foi localizado numa sociedade instrumental designada "Mater Intenacional Fzr".

De acordo com o documento, Bruno Macedo utilizava sociedades no estrangeiro e forjava documentos para justificar a intervenção dessas entidades. O outro negócio mencionado está relacionado com os direitos do defesa César.

No despacho são várias as sociedades e os países citados: do Panamá à Tunisia, passando por Estados Unidos da América e Emirados Árabes Unidos, com proveitos canalizados para empresas detidas do grupo de Luís Filipe Vieira: nomeadamente a "Promotav", a "Only Properties" e a "Cofibrás".

Acrescenta o procurador Rosário Teixeira que os montantes em causa e a venda de imóveis permitiram a amortização de passivos bancários, uma operação na qual participaram Bruno Macedo e o filho de Luís Filipe Vieira, Tiago Vieira.

O Ministério Público conclui que, através das sociedades instrumentalizadas, e com a simulação de negócios envolvendo a SAD do Benfica, foram obtidas verbas que ascendem a pelo menos dois milhões e 494 mil euros, montante que o Ministério Público considera ter sido para benefício da esfera de Luís Filipe Vieira.

Luís Filipe Vieira foi detido, na quarta-feira, após buscas, por suspeitas de crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento de capitais. Esta quinta-feira, o presidente do Benfica deverá ser presente a primeiro interrogatório judicial e conhecer as medidas de coação aplicadas. Caso estas impeçam Vieira de exercer funções, Rui Costa suprirá a sua ausência como presidente do Benfica.

A deteção de Luís Filipe Vieira causou grande burburinho dentro e fora do Benfica. O valor das ações da SAD caiu em cerca de 5,5%.

Em declarações a Bola Branca, João Braz Frade, porta-voz do movimento “Benfica Bem Maior” e antigo vice-presidente do Benfica, não tem dúvidas de que a situação “afeta gravemente a imagem” do clube.

João Noronha Lopes, candidato vencido nas últimas eleições, assumiu, em declarações à CMTV, estar "muito preocupado" com o Benfica.

O também antigo candidato Bruno Costa Carvalho foi mais longe, em entrevista à Renascença, e pediu eleições antecipadas, por considerar que Luís Filipe Vieira deixou de ter condições para liderar o Benfica.

As reações à detenção do presidente do Benfica estendem-se ao universo político. PS diz que é "tempo de a justiça atuar". O Chega pede rapidez, eficácia e transparência. O CDS-PP considera "saudável" que o trabalho dos deputados possa ser aproveitado pela justiça. PAN fala de "sinal positivo de que não há cidadãos intocáveis para a justiça".

[notícia corrigida — Cláudio Correa em vez de Cláudio Correia]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+