João Duque n´As Três da Manhã
Terças e quintas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
“Isto parece um país de anedota”

Joao Duque

Novo aeroporto. “Isto parece um país de anedota”

12 dez, 2023 • Sérgio Costa , Olímpia Mairos


Depois da Comissão técnica independente ter considerado Alcochete e também Vendas Novas como melhores localizações para o novo aeroporto, Luís Montenegro, líder do PSD, não se compromete e anuncia que fará mais estudos. João Duque adverte que, “do ponto de vista político”, é “uma situação complicada para o PSD”

“Isto parece um país de anedota”. É assim que o comentador da Renascença João Duque analisa o anúncio, feito por Luís Montenegro, da criação de um grupo de trabalho, que diz colocar à disposição do PS e do PSD para “consensualizar um caminho” que deverá facilitar a decisão que o próximo Governo tomará sobre a localização do novo aeroporto.

No seu habitual espaço n’ As Três da Manhã, João Duque diz que quando saiu esta conclusão da comissão técnica independente até escreveu: “felizmente, não avançámos para Alcochete, porque, se tivéssemos avançado há 15 anos, nós, agora, estávamos arrependidíssimos, porque a melhor solução é Alcochete”.

“Depois de 15 anos passados, duas comissões independentes, mais de 50 anos volvidos e eis que vamos fazer mais um estudo. Oh! Meu Deus, tirem-me deste filme. É uma situação complicada para o PSD, do ponto de vista político”, atira.

E é complicado porque - argumenta o economista - “temos à frente da ANA uma pessoa que é do PSD e que defende uma alternativa muito diferente, que é Montijo”.

João Duque refere-se a José Luís Arnaut que foi Secretário de Estado do Governo PSD e, portanto, é uma pessoa ligada ao PSD.

“O problema para quem observa a decisão política é ver em que medida é que Luís Montenegro vai afastar-se de duas propostas, dois conselhos de comissões técnicas independentes, apesar de serem feitas com 15 anos de diferença, mas continuam a reforçar esta ideia, para apoiar uma alternativa que é cara a ANA, atual incumbente, e que é a concessionária do aeroporto, e que prefere a outra, e, portanto, é uma situação que - eu diria - bastante complicada de gerir”, sinaliza.

Estará Luís Montenegro a dar sinais de que estará, eventualmente, a ser suscetível a pressões e, neste caso, da ANA?

Na visão de João Duque, “pode dar”, argumentando que “Montenegro apoiou a metodologia, proposta pelo Partido Socialista e, portanto, eles chegaram a acordo quanto à metodologia e, depois de aplicada a metodologia há o resultado, e o resultado, apesar de ter nalgumas vertentes como primeira escolha o Montijo em alternativa Alcochete, mas, na maior parte das situações, a preferida de Alcochete e, portanto, temos uma situação que - eu diria - bastante complicada”.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.