Tempo
|

A+ / A-

14 outubro 2023

André Henriques


Ele é o exemplo vivo de que nunca é tarde para fazer o que mais se gosta na vida. Afinal foi já depois dos 35 anos que deixou um emprego que ninguém deixa para se dedicar à música de corpo e alma. Ainda por cima em Portugal.

André Henriques

No fundo, ele sempre foi de arriscar porque muito novo armou-se em guitarrista quase sem saber tocar guitarra. Na verdade, nenhum dos seus amigos tocava, mas alguns aprenderam depressa.

Já mais a sério tornou-se vocalista, guitarrista e letrista dos Linda Martini e por lá continua.

No entanto, nunca perdeu de vista a liberdade que lhe permite, por exemplo, escrever canções para outros artistas, como foi o caso de Lara Li que cantou um tema seu no Festival da Canção, ou então continuar a editar projetos em nome próprio.

Agora o André Henriques tem um novo disco, chama-se “Leveza”, e vai contar todas as novidades ao Carlos Bastos no Música.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.