Tempo
|

35,42%
47 Deputados
25,24%
28 Deputados
9,05%
7 Deputados
6,37%
3 Deputados
4%
1 Deputados
3,09%
1 Deputados
1,38%
0 Deputados
1,25%
0 Deputados
1,11%
0 Deputados
5,15%
5 Deputados
  • Freguesias apuradas: 2495 de 3092
  • Abstenção: 45,06%
  • Votos Nulos: 5,44%
  • Votos em Branco: 2,48%

Total esquerda: 57Mandatos
Pan: 1Mandatos
Total direita: 34Mandatos
A+ / A-

​Braga abre portas à “Música na Catedral”

23 jul, 2021 - 16:55 • Bruna Sousa

A criação de um grupo de jovens cantores, recitais e um festival internacional de órgão vão fazer a música tocar na Arquidiocese de Braga.

A+ / A-

O projeto “Música na Catedral” foi apresentado em Braga. É constituído por três componentes diferentes: a criação de um grupo de jovens cantores, a apresentação de recitais de órgão nas eucaristias de domingo e o regresso do Festival Internacional de Órgão de Braga.

Em conferência de imprensa, o deão da Catedral de Braga, cónego José Paulo Abreu, e o chantre cónego Hermenegildo Faria apresentaram as diferentes iniciativas e exploraram os seus principais objetivos.

Adiado, até agora, devido à pandemia, o grupo Pueri Cantores da Sé Catedral resulta de um desafio lançado pelo arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga. Além do reativar de uma tradição secular e da promoção da música litúrgica e sacra de qualidade, prevê-se que o conjunto de vozes masculinas se possa juntar à Federação Internacional de Pueri Cantores - “Foederatio Internationalis Pueri Cantores” - e ao 43º Congresso Internacional de Pueri Cantores de Florença em 2022 - “Pueri Cantores - Gaudete et exultate”.

O deão da Catedral de Braga avança que “o grupo dos pequenos cantores terá a formação de que carece para que possa exercer bem esse seu mundus musical”. A formação será feita em articulação com a Escola Arquidiocesana de Música Litúrgica e ocorrerá nas suas instalações na Paróquia de Real.

Com a formação prevê-se, essencialmente, a capacitação das crianças para ler vocalmente as partituras. Se assim entenderem, os jovens poderão também ter aulas de um instrumento musical e de canto gregoriano, liturgia e canto individual e coral.

O cónego José Paulo Abreu adianta que os jovens serão subsidiados por algumas instituições. Neste momento, sabe-se que a Irmandade de Santa Cruz e a Santa Casa da Misericórdia de Braga já se comprometeram com várias bolsas de estudo.

As inscrições para o grupo já se encontram abertas. Sendo assim, rapazes entre os 8 e os 14 anos podem inscrever-se através do e-mail: puericantores@arquidiocese-braga.pt

Estima-se que, em setembro, 20 rapazes estejam já selecionados para começarem os seus ofícios litúrgicos, nomeadamente na Semana Santa de 2022.

Recintais de órgão e um festival

Uma vez por mês, um organista convidado irá trazer música à Catedral de Braga. O chantre cónego Hermenegildo Faria explica que o recital ocorrerá a um domingo de cada mês, 25 minutos antes da eucaristia e que não apresentará a extensão típica de um concerto. Acredita que se trata de “um programa mais digesto na sua duração, mas um bom programa musical”.

A começar no mês de outubro, o organista convidado irá apresentar o seu recital e, posteriormente, acompanhará a própria eucaristia. “Assim teremos, por um lado, um pequeno recital concertante e, depois, um órgão na sua função de serviço litúrgico”, afirma o cónego Hermenegildo Faria.

Até ao momento, sabe-se que os dois primeiros recitais serão assegurados pelo organista Daniel Ribeiro e pelo Chantre André Carvalho.

Em maio de 2022, o Festival Internacional de Órgão estará de regresso a Braga. “Neste contexto, os órgãos da Sé, os mais emblemáticos da cidade de Braga, voltarão a participar no Festival”, pode ler-se no comunicado de imprensa.

Após seis edições, o cónego José Paulo Abreu recorda as vantagens da iniciativa. Além da “motivação cultural” e da “atração de públicos”, o evento impulsionou a criação de novos textos musicais, aquisição e restauração de órgãos e contagiou outros concelhos a investirem neste quadrante. Entre risos, o cónego conclui que, no fundo, este “foi um vírus benéfico”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+