Tempo
|
A+ / A-

​Bispo ferido no Sudão do Sul apela ao perdão e à reconciliação

28 abr, 2021 - 11:58 • Ângela Roque

A mensagem foi enviada a partir do hospital de Nairobi, onde está a ser tratado. D. Christian Carlassare, de 43 anos, foi atacado a tiro no domingo, menos de um mês depois de ter sido nomeado pelo Papa como bispo de Rumbek, no Sudão do Sul.

A+ / A-

“Irmãos e irmãs em Rumbek, estou a ser bem tratado e a melhorar. Vai levar algum tempo até que as minhas pernas possam voltar a andar, mas asseguro-vos que regressarei e estarei convosco”, começa por dizer o sacerdote italiano que o Papa Francisco nomeou, em março, como bispo de Rumbek, e que no último domingo foi baleado várias vezes, num ataque que está ainda a ser investigado.

Na mensagem vídeo divulgada esta quarta-feira pelos Missionários Combonianos em Portugal - e que foi gravada na cama do hospital de Nairobi, onde se encontra em tratamento -, Christian Carlassare apela à oração e unidade de toda a diocese no sentido de perdoar quem o atacou.

“Unamo-nos em oração, com os nossos corações, para assegurar o perdão na nossa comunidade, para que consigamos procurar a justiça com o mesmo coração de Deus, que é um coração misericordioso."

“Por favor, estejam unidos a mim neste processo de reconciliação”, pede ainda o novo bispo, acrescentando “mesmo estando longe, sinto-me unido a vós”.

Natural de Itália, o missionário comboniano, de 43 anos, foi eleito pelo Papa Francisco como bispo de Rumbek, capital do estado de Lagos, no Sudão do Sul, no passado dia 8 de março. É o bispo mais jovem do mundo colocado à frente de uma diocese.

Na madrugada do último domingo, 25 de abril, foi alvejado por dois homens armados na sua residência, o que lhe causou ferimentos graves nas pernas. Depois de ter sido assistido no hospital de Rumbek, foi evacuado para Nairobi onde está fora de perigo e a recuperar do incidente.

De acordo com a agência de notícias Fides, o sacerdote terá sido também espancado. O ataque foi “aparentemente planeado”, com o objetivo de o assustar “para não ser ordenado bispo”. Mas, de acordo com as informações veiculadas pelos Combonianos, as investigações indicam que “terá sido um plano levado a cabo por elementos do clero diocesano local, que se opunham à nomeação e ordenação do missionário como bispo da diocese”.

A cerimónia de ordenação de Christian Carlassare como bispo de Rumbek está agendada para 23 de maio, domingo de Pentecostes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+