Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Unidos para oferecer 600 ceias de Natal na Covilhã

20 dez, 2020 - 10:00 • Liliana Carona

Caldo-verde com chouriço, bacalhau à Gomes de Sá e bolo-rei compõem a ementa.

A+ / A-

O Movimento de Cidadania (composto pelas Conferências São Vicente de Paulo e o projeto Refood), o Motoclube Lobos da Neve e a Federação de Desportos de Inverno vão oferecer a Ceia da consoada mais de 600 famílias do concelho da Covilhã.

Pedro Farromba, presidente da Federação de Desportos de Inverno de Portugal, foi quem esteve na origem desta iniciativa solidária. “Todos os anos, a federação organiza um jantar e uma gala em que premiamos os atletas da época anterior, mas fruto da pandemia não houve campeonatos nacionais, portanto, não fizemos o evento. Decidimos então que o valor iria ser utilizado numa causa social”, revela o responsável, que dirigiu o convite ao Moimento de Cidadania, criado no primeiro decretar de estado de emergência e que é composto pelas Conferências São Vicente de Paulo e a Refood.

“Vivemos na Covilhã e percebemos as dificuldades que as pessoas estão a passar e também nos cabe alguma responsabilidade nesta área. Quisemos levar um bocadinho do que podemos”, salienta o responsável.

A ideia de servir uma ceia de Natal às pessoas mais carenciadas foi acolhida com satisfação pelo movimento e pelos covilhanenses em geral. “Ainda esta semana, uma senhora nos contactou para oferecer um saco de biscoitos a cada família”, revela Marta Alçada, da Refood.

Serão servidas 600 refeições, coordenadas pelo cozinheiro da Pousada da Juventude da Serra da Estrela e por uma cozinheira da Universidade da Beira Interior do Motoclube Lobos da Neve. “Vamos confecioná-las na cantina de uma escola no dia 23 e entregá-las ao Movimento de Cidadania, sendo que previamente haverá um desfile de pais natal motards”, explica Pedro Farromba, acrescentando que o número de refeições pode aumentar.

“Serão 600 refeições, mas poderão ser mais, porque também queremos confecionar as refeições para os alunos PALOP que estão deslocados.”

Caldo-verde com chouriço, bacalhau à Gomes de Sá e bolo-rei compõem a ementa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+