Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Reguengos de Monsaraz. Rio questiona Governo sobre “condescendência” da GNR perante atropelamento

17 jul, 2021 - 13:26 • Redação com Lusa

Na sexta-feira à noite, em Reguengos de Monsaraz, um homem sofreu ferimentos ligeiros após ter sido atropelado na sequência de desacatos junto à esplanada de um café. Dois agentes da GNR estavam presentes no local, mas não intervieram.

A+ / A-

Rui Rio já reagiu aos incidentes da passada noite em Reguengos de Monsaraz. Numa publicação no Twitter, o líder do PSD questiona Eduardo Cabrita e António sobre o que diz ser “uma cena de violência perante a total condescendência da GNR”.

“Facilitismo e impunidade são via para o caos, não são caminho para o desenvolvimento”, atira ainda.

Na sexta-feira à noite, em Reguengos de Monsaraz, um homem sofreu ferimentos ligeiros após ter sido atropelado na sequência de desacatos junto à esplanada de um café.

Um vídeo amador, que circula na internet, que registou o momento, mostra que dois agentes da GNR estavam presentes no local, mas não intervieram.


Uma das pessoas envolvidas nos desacatos se pôs em fuga num automóvel, tendo atropelado o homem.

O ferido, de 23 anos foi transportado para o hospital de Évora, disse fonte dos bombeiros locais.

Segundo fonte dos bombeiros, durante a ocorrência foram partidas mesas e cadeiras da esplanada do café, que ficou "praticamente destruída".

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora disse à Lusa que o alerta para um atropelamento na Rua São João de Deus, em Reguengos de Monsaraz, foi dado às 23:11 de sexta-feira.

Foram mobilizados para o local bombeiros da corporação de Reguengos de Monsaraz, além da GNR.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    18 jul, 2021 Lisboa 12:15
    Independentemente do facto de a GNR ter ficado a assistir na primeira fila, sem ter feito o seu trabalho, aproveitar estes "casinhos" para fingir ser oposição, não oculta o facto de Rui Rio ser conivente, ou no mínimo, cúmplice com o governo e com António Costa, sem fazer verdadeira oposição e de tentar ocultar essa falha alegando "ter querido fazer reformas que só se fazem com o PS", uma desculpa que não convence quem tem 2 dedos de testa. A verdade é que após 3,5 anos de Rui Rio, o PSD desapareceu, e ninguém sabe o que ele é. Se calhar, nem os próprios militantes. Antes da remodelação do governo, deve fazer-se uma remodelação no PSD. A começar pela Liderança.
  • JOSE CARVALHO
    17 jul, 2021 SANTIAGO MAIOR - PORTUGAL 15:17
    Os agentes da GNR não agiram porque todos eles tem medo da comunidade cigana, esta é que é a verdade do que aqui se passa. O corpo da GNR onde existem grupos problemáticos tem que ser mais musculada, eles é que mandam e não a autoridade, uma vergonha.

Destaques V+