Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Confira os resultados (quase) finais das eleições presidenciais de 2021

25 jan, 2021 - 03:58 • Redação, com Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito com 60,7% dos votos. Abstenção recorde e votos brancos ou nulos chegaram aos 87 mil. Faltam apurar os votos de três consulados.

A+ / A-

Veja também:


Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República nas eleições de domingo, com 60,70% dos votos, segundo os resultados provisórios apurados em todas as 3.092 freguesias.

O chefe de Estado reeleito conquistou mais de 2,5 milhões de votos (2.533.799) numas eleições que decorreram sob o fantasma da pandemia de Covid-19.

Segundo os dados da Secretaria-Geral do Ministério de Administração Interna - Administração Eleitoral, Ana Gomes foi a segunda candidata mais votada, com 12,97% e mais de 540 mil votos (541.345).

André Ventura, deputado da extrema-direita e líder do Chega, foi o terceiro mais votado, com 11,9%. Arrecadou quase meio milhão de votos (496.653)

A quarta posição foi para João Ferreira, apoiado pelo PCP, com 4,32% e cerca de 180 mil votos (180.473).

A bloquista Marisa Matias ficou no quarto lugar, com 3,95% e cerca de 164 mil votos (164.731).

Tiago Mayan Gonçalves terminou na quinta posição, muito perto de Marisa Matias. O candidato da Iniciativa Liberal conseguiu 3,22% e 134.427 votos.

Em sexto e último lugar ficou Vitorino Silva, também conhecido como "Tino" de Rans. O candidato obteve 2,94% e mais de 120 mil votos (122.743).

Cerca de 47 mil eleitores votaram em branco, o equivalente a 1,1%, e quase 40 mil votos foram considerados nulos (0.94%).

A taxa de abstenção atingiu um recorde de 60,5% nestas eleições presidenciais, potenciada pelo aumento de eleitores registados no estrangeiro.

A abstenção em território nacional foi de 54,55%, a mais elevada de sempre em sufrágios para a escolha do chefe de Estado.

Até às 4h00 desta segunda-feira, estavam 99,91% dos votos contados. Faltava apenas apurar os resultados de três consulados.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+