Tempo
|
A+ / A-

Rio jantou com Santana num quadro de “reaproximação” pessoal e política

17 dez, 2020 - 13:39 • Lusa

Fonte social-democrata garante que “não houve nenhuma abordagem sobre as próximas autárquicas ou uma candidatura a uma câmara” de Pedro Santana Lopes.

A+ / A-

O presidente do PSD, Rui Rio, jantou na quarta-feira à noite com o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes num quadro de “reaproximação” pessoal e política entre os dois, disse à Lusa fonte oficial social-democrata.

Segundo a mesma fonte, no jantar “não houve nenhuma abordagem sobre as próximas autárquicas ou uma candidatura a uma câmara” de Pedro Santana Lopes.

O encontro foi organizado pelo dirigente do PSD Maló de Abreu, que também esteve presente no jantar tal como o secretário-geral José Silvano, e foi combinado num contexto de “reaproximação” de Rui Rio e Santana Lopes.

Os dois tiveram um percurso “contemporâneo” no partido, mas, de acordo com a mesma fonte oficial do PSD, afastaram-se quando ambos disputaram a liderança do partido em 2018 e com a saída de Santana Lopes para fundar o Aliança.

A data do encontro foi escolhida simbolicamente por ter sido nas autárquicas de 16 de dezembro de 2001 que Pedro Santana Lopes foi eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa e Rui Rio da autarquia do Porto.

O jantar decorreu num hotel de Lisboa, “um sítio completamente público, com muita gente”, que, segundo a mesma fonte, nunca seria o cenário escolhido para uma eventual conversa sobre temas sensíveis como candidaturas autárquicas.

Rui Rio tem remetido para janeiro, preferencialmente depois das presidenciais, qualquer divulgação de candidatos apoiados pelo PSD às autárquicas do outono de 2021.

O "Jornal de Notícias" avançou que o nome de Pedro Santana Lopes está a ser equacionado para candidato do PSD à Câmara de Lisboa, nas eleições do próximo ano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+