A+ / A-

PSP fiscaliza condutores de bicicletas e trotinetes em Lisboa

31 jan, 2023 - 18:17 • Lusa

No ano passado, foram detidos seis cidadãos por condução de trotinetes em estado de embriaguez.

A+ / A-

A PSP tem em cuirse esta semana uma ação de fiscalização que visa os condutores de velocípedes e trotinetas da Área Metropolitana de Lisboa.

Comunicado do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP informa que na sequência de uma política de segurança rodoviária "eficaz e preventiva" que visa a "diminuição de infrações e, consequentemente, a redução no número de acidentes rodoviários", iniciou na segunda-feira uma ação de fiscalização que irá levar a cabo até domingo.

De acordo com a polícia, a circulação deste tipo de veículos "é equiparada às dos restantes na via pública", mas a autoridade de segurança aconselha a que, sempre que existam pistas especiais reservadas à circulação de meios de mobilidade suave, sejam utilizadas, uma vez que "proporcionam uma maior segurança aos seus utilizadores".

No ano passado, a PSP deteve seis cidadãos por condução de trotinetes em estado de embriaguez.

Em relação à sinistralidade, fonte do Cometlis refere que "tem ocorrido um aumento de acidentes e feridos deles resultantes" desde 2018, não sendo, no entanto, o ano de 2020 demonstrativo, tendo em conta os confinamentos obrigatórios que ocorreram durante a pandemia.

Desta forma, em 2022 registaram-se 96 acidentes, que resultaram em 90 feridos ligeiros, o dobro dos registados em 2021 (48), que fizeram 44 feridos ligeiros.

Em 17 de janeiro, o presidente do INEM dava conta que os feridos de acidentes envolvendo trotinetes, bicicletas e skates transportados por aquele instituto quase que triplicaram em quatro anos, totalizando 6.280, e alertou para as lesões, que podem ser "muito graves ou mesmo fatais".

"Os acidentes envolvendo bicicletas, trotinetes e skates têm vindo a aumentar, particularmente a nível dos grandes centros urbanos", realçou Luís Meira.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+