Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Lacerda Sales diz que ciência é a melhor resposta a negacionistas

16 ago, 2021 - 13:39 • Lusa

Secretário de Estado reforça que "ao Ministério da Saúde cabe informar, esclarecer e sensibilizar a população, para que as pessoas possam decidir livremente, quer em termos de saúde própria, quer em termos de saúde de terceiros".

A+ / A-

Veja também:


O secretário de Estado Adjunto e da Saúde disse esta segunda-feira que a melhor resposta a "movimentos negacionistas" é a "evidência científica", recordando que a vacinação contra a Covid-19 já evitou "muitos milhares de óbitos e internamentos."

"A melhor resposta que eu posso dar aos movimentos negacionistas é com a ciência e tudo aquilo que é a evidência (prova) científica disponível neste momento. Garantidamente, sabemos que a vacinação já evitou muitos milhares de óbitos e muitos milhares de internamentos e doença grave", disse António Lacerda Sales, em declarações a jornalistas em Lousada, no distrito do Porto, onde hoje inaugurou as novas instalações da extensão de saúde de Lustosa, um investimento de 318 mil euros.

Lacerda Sales comentava o facto de o vice-almirante Gouveia e Melo ter sido recebido no sábado à noite em Odivelas por algumas dezenas de manifestantes antivacinação, que gritavam "assassino", com o responsável da "task-force" a considerar que "o obscurantismo no século XXI continua".

Esta segunda-feira, aos jornalistas, o secretário de Estado disse que "as pessoas [movimentos negacionistas] são livres de pensar de maneira diferente".

"Num regime como nosso, democrático, pleno de maturidade, as pessoas são livres de o fazerem", acrescentou, dizendo acreditar que, face ao histórico de vacinação e neste processo, "que tem corrido tão bem, como todos têm transversalmente reconhecido", se possa continuar a vacinar a população para atingir os objetivos de "um maior número de pessoas vacinado, num menor tempo possível".

O secretário de Estado reforçou que "ao Ministério da Saúde cabe informar, esclarecer e sensibilizar a população, para que as pessoas possam decidir livremente, quer em termos de saúde própria, quer em termos de saúde de terceiros".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+