Tempo
|
A+ / A-

Fogo ameaça aldeia em Castro Marim. Habitantes retirados

16 ago, 2021 - 17:31 • Redação

Autarca explica que "a localidade estava a ficar completamente cercada e, por precaução, o comando distrital achou previdente evacuar esses aglomerados".

A+ / A-

Uma localidade do concelho de Castro Marim, no Algarve, foi evacuada esta segunda-feira devido ao incêndio que lavra naquela zona.

"Por precaução foram retiradas as pessoas no principal foco de preocupação em termos habitacionais, que é a localidade de Cortelha", disse à RTP3 a vice-presidente da Câmara de Castro Marim, Filomena Sintra.

A autarca explica que "a localidade estava a ficar completamente cercada e, por precaução, o comando distrital achou previdente evacuar esses aglomerados".

As pessoas retiradas de Cortelha foram transportadas para a sede de freguesia.

"À hora de almoço pensávamos que o fogo estava controlado e dominado, mas o vento é muito, a geografia do território contém muito relevo, as acessibilidades são difíceis e o tipo de vegetação é de grande ignição", explica a vice-presidente da Câmara de Castro Marim.


Pelas 17h40, o incêndio em Castro Marim estava a ser combatido por 309 operacionais, apoios por sete meios aéreos e por 103 viaturas.

O fogo, que deflagrou às 01h00 da madrugada, teve um reacendimento "forte" esta tarde e esperam-se horas "de muito trabalho" para os operacionais, revelou esta tarde a Proteção Civil.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) anunciou esta segunda-feira um "agravamento" do estado de alerta devido ao risco de incêndios.

"Com base nas informações do Instituto do Mar e da Atmosfera, a Proteção Civil decidiu manter e agravar o estado de alerta especial para as próximas horas", disse em conferência de imprensa o adjunto de operações da ANEPC, o comandante Mário Silvestre.


Os distritos da Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Faro estão em alerta vermelho, o mais grave, até às 23h59 de terça-feira.

Bragança, Viseu, Santarém, Setúbal, Évora e Beja estão em alerta laranja.

Em estado de alerta amarelo ficam Vila Real, Coimbra, Leiria e Lisboa.

Quase quatro dezenas de crimes de incêndio foram registados nas últimas 24 horas, avança a ANEPC.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram que a coluna de fumo provocada pelo incêndio de Castro Marim é visível na zona das praias de Monte Gordo, no concelho vizinho de Vila Real de Santo António também em Tavira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+