Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19. Vacinação dos 12 aos 15 anos só com recomendação médica, diz DGS

30 jul, 2021 - 17:00 • Hélio Carvalho

Graça Freitas não anuncia, para já, a vacinação universal dos adolescentes entre os 12 e os 15 anos, ficando a aguardar por mais dados científicos.

A+ / A-

Veja também:


A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, anunciou que a Comissão Técnica de Vacinação para a Covid-19 autorizou a vacinação "prioritária" dos jovens entre os 12 e os 15 anos com comorbilidades associadas a maior risco de doença grave contra a Covid-19.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) não recomenda, para já, a vacinação universal de todos os jovens entre os 12 e os 15 anos, ficando a aguardar por mais dados científicos sobre a vacinação dessa faixa etária.

O despacho da comissão técnica, afirmou ainda Graça Freitas, "reitera a importância de vacinar as pessoas de 16 ou mais anos de idade".

Para a diretora, a vacinação "é uma arma potentíssima para proteger as crianças", mesmo vacinando apenas as pessoas próximas dos mais jovens.

A diretora informou ainda que existem 410 mil pessoas nesta faixa etária e apontou que "a doença é, nestas idades, ligeira", sendo que "muitas já têm imunidade conferida pela infeção”.

Pouco mais de uma hora antes da decisão, o vice-almirante Gouveia e Melo, que coordena o processo de vacinação, afirmou que autorizar a vacinação dos jovens nessa faixa etária obrigaria a uma redução do prazo entre doses, de modo a que os jovens possam entrar no ano letivo em setembro completamente vacinados.

Sobre este ponto, Graça Freitas disse que os especialistas estão a avaliar esta redução do prazo entre duas doses nos mais jovens.

A diretora-geral da Saúde mencionou também que a EMA emitiu um alerta, depois de terem sido detetados problemas em jovens vacinados nessa faixa etária com as vacinas da Pfizer e da Moderna; mas, como na União Europeia não estão a ser vacinados adolescentes, não se sabe ainda de complicações na inoculação de jovens e crianças.

O primeiro-ministro tem pressionado a DGS em autorizar a vacinação e, na quinta-feira, voltou a tentar forçar a mão à direção.

António Costa anunciou o plano do Governo de levantar todas as medidas de restrição até outubro, com a última fase a depender da vacinação completa para 85% da população.

Neste plano do Governo, está prevista a utilização obrigatória do certificado digital da Covid-19 para entrar em estabelecimentos de restauração, hotelaria, ginásios, spas, entre outros.

Como os jovens não podem usar o certificado, a diretora-geral de Saúde informou que os jovens não vacinados têm de apresentar um teste negativo na entrada desses estabelecimentos.

[Notícia atualizada às 18h01]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+