Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

GNR apreende quase 800 doses de droga em Odemira. Três alegados traficantes detidos

15 jul, 2021 - 11:41 • Lusa

Os suspeitos vão ser presentes, esta quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Odemira para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.

A+ / A-

A GNR deteve três alegados traficantes de droga, no concelho de Odemira, distrito de Beja, apreendendo um total de quase 800 doses de cocaína, canábis, MDMA e anfetaminas, divulgou, esta quinta-feira, a força de segurança.

Em comunicado, o Comando Territorial de Beja da GNR indicou que os três homens, com idades entre os 23 e os 58 anos, foram detidos, na terça-feira, no âmbito de uma investigação por tráfico de droga que decorria há cerca de 18 meses.

“Os militares da guarda apuraram que os suspeitos se dedicavam à aquisição e posterior venda do produto a dezenas de consumidores residentes naquele concelho”, adiantou.

No comunicado, a GNR realçou ter realizado três buscas domiciliárias, nas quais apreendeu 300 doses de cocaína, 190 de MDMA, 172 de canábis, 96 de anfetaminas e 21 de haxixe.

Foram também apreendidos cinco automóveis, 1.710 euros em dinheiro, uma pistola, uma carabina com mira telescópica e uma arma de ar comprimido.

Os suspeitos vão ser presentes, esta quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Odemira para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.

A operação policial foi realizada por elementos da Secção de Informações e Investigação Criminal de Beja da GNR com o reforço do Grupo de Intervenção Cinotécnica da Unidade de Intervenção.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+