Tempo
|
A+ / A-

Braga. Vai ser demolido bar que "ameaça" Património Mundial no Bom Jesus

01 jul, 2021 - 08:02 • Lusa

O bar, construído na década de 70 do século passado, "não tem nada a ver" com o resto do espaço e "foi sempre olhado como um corpo estranho".

A+ / A-

Um bar de apoio no santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, vai ser demolido, porque essa foi uma das condições impostas pela UNESCO para a classificação do espaço como Património Mundial, disse hoje o vice-presidente da Confraria.

Em declarações à Lusa, Varico Pereira disse que a intervenção avançará logo que o projeto tenha luz verde da Direção-Geral do Património Cultural e da UNESCO e que haja disponibilidade financeira.

"Estaremos a falar de perto de um milhão de euros, porque em causa está não apenas a demolição, mas também a recuperação de toda aquela zona, com a instalação de uma cafetaria no espaço em baixo e a criação de um centro interpretativo do Bom Jesus", explicou.

Varico Pereira reconheceu que o bar, construído na década de 70 do século passado, "não tem nada a ver" com o resto do espaço e "foi sempre olhado como um corpo estranho", pelo que considerou "normal" a recomendação da UNESCO para a sua demolição.

"É um cubículo em betão que descarateriza e ofusca o espaço e que não reunia condições de higiene e segurança. Se não fosse demolido, poderia estar em causa o título de Património Mundial, mas nós estamos já a trabalhar no projeto", acrescentou.

Ressalvou que não está em causa o serviço de esplanada naquela estância, que continua a funcionar poucos metros ao lado.

O santuário do Bom Jesus do Monte foi classificado em julho de 2019 como Património Mundial da UNESCO.

Na altura, como hoje disse Varico Pereira, a UNESCO apresentou sete recomendações, entre as quais a demolição do referido bar.

"O bar estava concessionado, houve que negociar com o concessionário, tendo o acordo para o encerramento sido selado em dezembro de 2020", disse ainda o "vice" da Confraria.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+