Tempo
|
A+ / A-

Larvas, gafanhotos, grilos e besouro. Venda de insetos como alimentos aprovada em Portugal

28 jun, 2021 - 20:12 • Redação

Direção-Geral de Alimentação e Veterinária anunciou a permissão da comercialização, mas alerta para os perigos com alergias.

A+ / A-

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) anunciou, em comunicado, que passa a ser permitido a produção e comercialização de sete espécies de insetos em Portugal.

De acordo com a nota, a regra inclui dois tipos de grilos, dois tipos de larvas, dois de gafanhotos e um besouro. Os insetos podem ser comercializados inteiros, mas apenas mortos ou moídos, sendo também proibida a venda de extratos dos mesmos.

A DGAV alerta no entanto que algumas "espécies de insetos podem causar alergias ou alergias cruzadas, especialmente para quem sofre de alergia a marisco. Assim, é importante que os consumidores sejam claramente informados na rotulagem e na comercialização, que um alimento contém insetos e de que espécie são".

A venda destes insetos ainda não foi totalmente autorizada em Portugal, uma vez que precisam de ser aprovadas pela Comissão Europeia, que avalia o risco das espécies.

O Tribunal de Justiça Europeu permite a comercialização dos produtos durante o período transitório. A importação destes produtos é apenas permitida do Canadá, Suíça, Coreia do Sul, Tailândia e Vietname.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+