Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Portugal no "vermelho". Mais 756 casos, 38 internados e três mortes por Covid-19

21 jun, 2021 - 14:44 • Redação

Dados avançados pela Direção-Geral da Saúde. Número de pessoas internadas com Covid-19 mais do que duplica no espaço de um mês.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista esta segunda-feira mais três mortes e 756 novos casos de Covid-19, avança o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O país está em cima da linha da zona vermelha da matriz de risco.

Nos hospitais estão internadas 443 pessoas com o novo coronavírus, são mais 38 doentes em 24 horas.

Em unidades de cuidados intensivos mantêm-se 97 pessoas internadas.

No espaço de um mês os internamentos mais do que duplicaram. A 21 de maio, havia 207 pessoas internadas devido à Covid-19, sendo que 55 estavam nos cuidados intensivos.

Portugal tem 28.657 casos ativos de Covid-19, uma subida de 360 infeções no espaço de 24 horas.

Recuperaram da doença 393 pessoas em relação ao boletim de domingo.

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser o epicentro da doença, com três mortes e 484 novos casos (64% do total diário) esta segunda-feira. Duas vítimas mortais têm entre 70 e 79 anos e outra mais de 80 anos.

O Norte tem mais 126 casos (15%), o Centro 28, o Alentejo 23, o Algarve 69, os Açores 23 e a Madeira três infeções.

O índice de transmissibilidade R(t) aumentou para 1,18 a nível nacional e para 1,19 no Continente.

A taxa de incidência nacional é de 119,3 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. No continente é de 120,1 casos.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 17.068 mortes e mais de 865 mil casos.

O autoagendamento da vacina Covid-19 arranca esta segunda-feira para maiores de 37 anos e não de 35 como foi previsto no fim de semana, confirmou à Renascença fonte da "task force" do plano de vacinação.

A partir desta segunda-feira, quem tiver 37 ou mais anos poderá recorrer ao Portal do Autoagendamento, da Direção-Geral da Saúde (DGS), para marcar a vacina contra a Covid-19, garante a mesma fonte.

A testagem gratuita nas farmácias, em Lisboa, à Covid-19 deixou de estar limitada a dois testes mensais por morador na cidade, passando a oferecer um número de testes ilimitados, independentemente de ser ou não residente em Lisboa, informa a Câmara Municipal.

A ideia da imunidade do grupo com 70% da população vacinada contra a covid-19 está "completamente desatualizada" porque a vacina não protege contra a infeção e a transmissão do vírus, afirma Miguel Castanho, investigador do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+