Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

População residente em Portugal cresce em ano de pandemia, mas menos do que em 2019

14 jun, 2021 - 13:33 • Lusa

O saldo migratório explica o ligeiro aumento do número de residentes. O país registou no ano passado um saldo natural negativo de 38.931 pessoas.

A+ / A-

Veja também:


A população residente em Portugal cresceu em 2020, mas o aumento é menor quando comparado com o ano anterior. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a população está mais envelhecida e diminuiu o número médio de filhos por casal.

Os números divulgados, esta segunda-feira, pelopelo INE indicam um aumento de 2.343 pessoas (0,02%) na população residente em 2020, que totalizou 10.298.252 pessoas, 5.439.503 mulheres e 4.858.749 homens.

A diferença entre óbitos e nascimentos aumentou o ano passado, com um saldo natural negativo de 38.931. O saldo migratório de 41.274 pessoas, positivo pelo quarto ano consecutivo, explica o "ligeiro acréscimo populacional", refere o INE.

O número de filhos por mulher em idade fértil desceu duas décimas em 2020 para 1,40, um reflexo da "redução da natalidade" desse ano, acrescenta o organismo estatístico português.

A idade média das mulheres ao nascimento de um filho foi 31,6 anos, mais 1,8 do que em 2010, enquanto a idade média ao primeiro filho aumentou 2,1 anos para 30,2 em relação ao que se passava em 2010.

Em 2020, a população ficou ainda mais envelhecida, com uma proporção de 167 idosos (com 65 e mais anos) por cada 100 jovens (dos 0 aos 14 anos).

O INE refere, ainda, que a idade mediana (que divide a população em dois grupos com a mesma dimensão) aumentou de 45,5 para 45,8 anos.

Em 2019, Portugal já tinha a terceira idade mediana mais elevada da União Europeia, cuja média para aquele indicador é de 43,9 anos.

Em relação às migrações internacionais, manteve-se "alguma dinâmica" no ano passado apesar das restrições impostas por causa da pandemia da Covid-19.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+