Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Eurostat

Esperança de vida em Portugal recua oito meses com a Covid-19

07 abr, 2021 - 12:06 • Lusa

O recuo é verificado na maioria dos Estados-membros da União Europeia. Espanha foi onde mais caiu.

A+ / A-

A esperança de vida à nascença estagnou ou recuou na maioria dos Estados-membros da União Europeia (UE), de 2019 para 2020, segundo dados provisórios do Eurostat, que indicam que em Portugal o retrocesso foi de oito meses.

Sem calcular uma média para a UE, o gabinete estatístico europeu destaca que, em 2020, a pandemia de Covid-19 fez recuar a esperança de vida à nascença na maioria dos Estados-membros, com a exceção da Dinamarca e da Finlândia, onde subiu ligeiramente.

As maiores quebras na esperança de vida à nascença de 2019 para 2020 registaram-se em Espanha (-1,6 anos), na Bulgária (-1,5), na Lituânia, Polónia e Roménia (-1,4 cada).

Em Portugal, o indicador recuou -0,8 anos em 2020 face a 2019, dos 81,9 anos para os 81,1.

A esperança de vida à nascença tem aumentado durante a última década na UE, sendo que as estatísticas oficiais revelam que a esperança de vida aumentou, em média, em mais de dois anos por década desde os anos 1960.

Contudo, os últimos dados disponíveis sugerem que a esperança de vida estagnou ou até diminuiu nos últimos anos em vários Estados-membros da UE, tendência agravada em 2020 com a pandemia, onde o indicador recuou em 20 Estados-membros, estagnou em Chipre e na Letónia e aumentou na Dinamarca e Finlândia, não havendo dados para a Irlanda.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.862.002 mortos no mundo, resultantes de mais de 131,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    07 abr, 2021 Alentejo 11:42
    Pois é. A esperança média de vida baixou. Não é novidade. Os fatores são múltiplos: mau estado social com um SNS há décadas em crise; alterações ambientais que todos os anos são responsáveis por inúmeras mortes além de prejudicar a qualidade de vida nas grandes cidades onde a poluição é enorme; uma população com excesso de peso, maus hábitos alimentares, etc. etc. No entanto, o nosso governo, fazendo orelhas moucas destas evidências, aumenta a idade de reforma. Inexplicável e abusivo!

Destaques V+