Tempo
|
A+ / A-

Presidenciais em pandemia

Covid-19. Eleitores em confinamento obrigatório "não estavam em casa" para votar

19 jan, 2021 - 16:52 • Pedro Mesquita com redação

A denúncia é feita pelo presidente da Associação Nacional de Municípios à Renascença. Eleitores em causa terão de se explicar ao Ministério Público e à autoridade de saúde.

A+ / A-

Veja também:


O presidente da Associação Nacional de Municípios denunciou esta terça-feira que vários eleitores em confinamento obrigatório que se inscreveram para votar em casa não estavam na residência quando lá chegaram as equipas destacadas para recolher o seu voto.

À Renascença, Manuel Machado indica que "infelizmente, houve mais do que um caso", deixando um apelo para que "não se repita".

"Com o que nos deparámos foi que houve cidadãos inscritos para voto hoje pela razão Covid com confinamento obrigatório determinado pelas autoridades de saúde que não estavam no domicílio e que estão longe da sua residência oficial."

Manuel Machado adianta que já seguiram queixas "para a autoridade de saúde e para o Ministério Público" contra os eleitores em causa, que terão de prestar esclarecimentos.

As eleições presidenciais disputam-se no próximo domingo, 24 de janeiro, mas por causa da pandemia de Covid-19 a votação não se concentra toda nesse dia.

Mais de 12 mil pessoas, entre idosos em lares e pessoas em confinamento obrigatório, vão poder votar sem sair à rua entre hoje e quarta-feira, sendo que o trabalho de recolha do boletim destes eleitores está a ser feito, porta a porta, por equipas montadas pelas autarquias, devidamente equipadas e com regras sanitárias estritas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    20 jan, 2021 évora 16:49
    Temos cento e tal mil infetados espalhados em Portugal como o vírus se espalha ... deviam estar num gueto preparado para isso . Basta irem à janela e tossir para que o vizinho respire a infeção ... já era tempo de sabermos a percentagem de doentes que o vírus foi ter com eles e a percentagem daqueles armados em espertos foram à procura do vírus .
  • Maria Mendonça
    20 jan, 2021 Aveiro 13:19
    Eu estive em casa e a plataforma deu erro! Não apareceu ninguém! Ficaram de ligar e até hoje! É o costume. Falha o sistema e a culpa é sempre dos outros...
  • José J C Cruz Pinto
    19 jan, 2021 ILHAVO 18:13
    Ai é assim? Só têm que "prestar esclarecimentos" e pronto, ... fica tudo esclarecido?

Destaques V+