Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19. Espanha estuda vacinação obrigatória para funcionários de lares

06 ago, 2021 - 09:49 • Marta Grosso

Profissionais de saúde também deverão ser abrangidos pela medida. O objetivo é pôr cobro a mais surtos em lares, onde o número de contágios se multiplicou por oito em duas semanas.

A+ / A-

Cinco comunidades espanholas defendem a vacinação obrigatória contra a Covid-19 para trabalhadores que cuidem de pessoas vulneráveis, como profissionais de saúde ou funcionários de lares de idosos.

A medida surge depois de um enorme aumento de casos em lares de idosos, com o número a multiplicar-se por oito em duas semanas.

Galiza, Andaluzia e Múrcia estão entre as comunidades que registaram o aumento de contágios, o que está a preocupar os governos regionais e central.

Por isso, pelo menos cinco comunidades autónomas defendem a vacinação obrigatória para determinadas profissões, tal como já fez a França.

O Ministério da Saúde espanhol sempre foi contra a obrigatoriedade da vacinação, mas é a favor do endurecimento das medidas de controlo nos centros sociais de saúde, refere nesta sexta-feira o jornal “El Pais”.

Está, por isso, a estudar, juntamente com as comunidades, um plano para implementar a obrigatoriedade da vacinação ou, em alternativa, a obrigatoriedade de dois testes semanais à Covid-19 para esses trabalhadores. Outra hipótese em estudo é a transferência destes profissionais para postos onde não tenham contacto com os idosos, mesmo que tal não corresponda à sua vontade.

Galiza é a que mais insiste na vacinação

A comunidade que mais claramente defendeu a vacinação obrigatória foi a Galiza, cujo Parlamento chegou mesmo a aprovar uma lei que incluía esta possibilidade, embora tenha sido suspensa pelo Tribunal Constitucional.

“Em certos casos em que o trabalho de uma pessoa está diretamente relacionado a pessoas vulneráveis, acredito que a saúde pública geral deve prevalecer sobre a decisão individual de vacinar ou não”, defendeu o presidente da Galiza, Alberto Núñez Feijóo, na quinta-feira.

A Junta de Andalucía já solicitou a obrigatoriedade da vacinação do pessoal de saúde e dos trabalhadores de laers, pedido que também foi apoiado pela associação patronal do setor.

Múrcia está a estudar o enquadramento legal da medida, tal como as Ilhas Canárias.

Em Portugal, há, nesta altura, cerca de 2.100 funcionários de lares ainda sem qualquer dose da vacina, segundo o “Jornal de Notícias” desta sexta-feira, que cita fonte da “task-force”.

Nos últimos 14 dias, Espanha registou 253.468 novos casos de Covid-19. O número de contágios está, contudo, a baixar no país, com uma média de cerca de 20.600 novos casos diários.

Desde o início da pandemia, foram registados 4.566.571 casos de Covid-19 e 81.931 mortes com a doença causada pelo novo coronavírus.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+