Tempo
|
A+ / A-

EUA

Biden pede demissão do governador de Nova Iorque após escândalo sexual

03 ago, 2021 - 23:36 • Redação

Relatório independente revelado pela procuradoria de Nova Iorque, baseado em milhares de documentos, sugere que Andrew Cuomo promovia um “ambiente de trabalho hostil”, de “medo e intimidação”.

A+ / A-

O presidente dos Estados Unidos pede ao governador de Nova Iorque que renuncie na sequência de uma investigação independente que conclui que Andrew Cuomo assediou sexualmente várias funcionários e ex-funcionárias.

O relatório de 169 páginas, revelado esta terça-feira pela procuradoria de Nova Iorque, foi elaborado tendo por base milhares de documentos (textos e fotografias), os quais sugerem que Cuomo promovia um “ambiente de trabalho hostil”, de “medo e intimidação”.

Reagindo a estas conclusões, Joe Biden disse aos jornalistas, numa conferência de imprensa, que o governador de Nova Iorque “devia renunciar”, remetendo a decisão de um processo de destituição para a legislatura estadual.

Andrew Cuomo nega as conclusões e, de momento, não dá qualquer indicação de que vá apresentar a sua demissão. E, tal como tem feito desde que surgiram as primeiras acusações, em março, reafirma que nunca tocou “em ninguém de forma inapropriada” ou fez “avanços sexuais inapropriados”.

As pessoas entrevistadas incluíram as queixosas, atuais e ex-funcionários, polícias estaduais, funcionários do estado e outros que interagiam regularmente com o governador.

“Essas entrevistas e evidências revelaram um quadro profundamente perturbador, mas claro: o governador Cuomo assediou sexualmente várias mulheres, incluindo funcionárias e ex-funcionárias estaduais, violando legislação federal e estadual”, disse a procuradora-geral, Letitia James, durante a apresentação do relatório.

O governador e os membros da sua equipa terão também adotado “medidas de represálias dirigidas a pelo menos uma funcionária por ter testemunhado”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Atento
    04 ago, 2021 Leça da Palmeira, Matosinhos 08:29
    É "estranho" a RR não mencionar uma única vez que o Sr Cuomo é do partido ... democrático ... imagino se fosse ... republicano ...

Destaques V+