Tempo
|
A+ / A-

Afeganistão. Aviões norte-americanos e afegãos atingem zonas sob controlo talibã

04 ago, 2021 - 17:08 • Lusa

A ONU e a organização não-governamental Human Rights Watch pediram a ambos os lados para terem o cuidado de evitar vítimas civis enquanto o conflito continua.

A+ / A-

Aviões dos EUA e do Afeganistão atacaram zonas controladas pelos talibãs durante a noite na província de Helmand, para obrigar à retirada de insurgentes, após a ocupação por estes de grande parte da capital provincial de Lashkar Gah, afirmaram as autoridades locais, esta quarta-feira.

A ONU e a organização não-governamental Human Rights Watch pediram a ambos os lados para terem o cuidado de evitar vítimas civis enquanto o conflito continua.

Os talibãs empreenderam uma forte investida nos últimos meses com o anúncio da retirada das forças norte-americanas e da NATO do país.

Os insurgentes ocuparam grandes áreas rurais e direcionam as ações armadas contra os grandes centros urbanos.

Ghulam Wali Afghan, um deputado de Helmand, contou à Associated Press (AP) relatos de familiares e colegas sobre corpos nas ruas e residentes escondidos dentro de casas, com medo de se aventurarem para recolher os mortos.

Após uma noite de pesados ataques aéreos, o Ministério da Defesa afegão disse esta quarta-feira que os talibãs sofreram perdas pesadas em Lashkar Gah, embora não fosse possível confirmar essa declaração, já que o porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, negou essas baixas.

As autoridades não revelaram se as forças afegãs retomaram o controlo do território, depois de na terça-feira residentes e fontes oficiais terem dito que os talibãs ocupam nove dos 10 distritos da cidade.

A queda de Lashkar Gah seria um importante ponto de viragem na ofensiva dos insurgentes e seria também a primeira capital provincial que capturariam em vários anos.

O chefe do hospital da província, Sher Ali Shakir, pediu às pessoas para permanecerem em casa, acrescentando que nas últimas 24 horas pelo menos sete civis foram mortos e 101 ficaram feridos, a maioria com ferimentos de balas.

Os ataques aéreos de terça-feira e as contínuas batalhas nas ruas em Lashkar Gah destruíram várias casas e mercados, levando o chefe do conselho provincial de Helmand, Attaullah Afghan, a acusar os dois lados de ignorarem a segurança dos civis.

Na terça-feira, o comandante das forças afegãs em Helmand, o general Sami Sadat, fez um apelo dramático para as pessoas saírem dos bairros capturados pelos talibãs, pedindo desculpa aos moradores pelas dificuldades que estão a passar, através de uma mensagem de áudio partilhada com jornalistas.

"Não vamos deixar nenhum talibã vivo. Sei que é difícil, mas fazemos isto pelo vosso futuro. Perdoem-nos se estiverem desalojados por alguns dias, por favor, evacuem [os bairros] o mais rápido possível", apelou Saidat.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+