Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19

Portugal envia 50.000 doses de vacinas para Angola

14 jul, 2021 - 20:35 • Lusa

Angola contabiliza 40.327 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, incluindo 946 óbitos e 34.584 recuperados, estando agora ativos 4.797 casos.

A+ / A-

Veja também:


Portugal vai disponibilizar a Angola 50.000 doses de vacinas contra a Covid-19, para apoiar as autoridades angolanas no plano de vacinação, que chegam na quinta-feira à capital angolana. O anúncio foi feito esta quarta-feira.

As vacinas vão ser entregues às "autoridades competentes angolanas numa cerimónia com o Ministério da Saúde", referiu, em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

O documento acrescenta que as 50.000 doses serão "acompanhadas do material necessário para viabilizar a sua administração", incluindo seringas e agulhas.

O Governo português assumiu o compromisso de disponibilizar pelo menos 5% dos seus lotes de vacinas para os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Já foram enviadas doses para Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé Príncipe.

Timor-Leste deverá receber na próxima semana as primeiras 12 mil vacinas oferecidas por Portugal.

Angola contabiliza 40.327 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, incluindo 946 óbitos e 34.584 recuperados, estando agora ativos 4.797 casos.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 4.053.041 mortos em todo o mundo, entre mais de 187,7 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse. .

De acordo com os dados mais recentes do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana, o continente ultrapassou esta quarta-feira os seis milhões de caso, estando imerso numa agressiva terceira onda da doença.

A doença é transmitida pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+