Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

EUA

Trump recusa assinar pacote de ajuda, milhões em risco de perder apoios

27 dez, 2020 - 15:38 • Redação, com agências

Como consequência, milhões de norte-americanos desempregados estão à beira de ficar sem apoio estatal. Presidente cessante diz que o projeto de lei aprovado pelo Congresso dá dinheiro a mais para interesses especiais e pouco aos cidadãos.

A+ / A-

O Presidente cessante Donald Trump recusa aprovar um novo pacote de 2,3 biliões de dólares (1,9 biliões de euros) para fazer face à crise pandémica. Como consequência, milhões de norte-americanos desempregados estão à beira de ficar sem apoio estatal.

Sem a assinatura de Trump, cerca de 14 milhões de pessoas deixam de receber uma prestação social numa altura em que a economia norte-americana sofre com os efeitos da pandemia.

Sem este reforço orçamental, um “shutdown” (encerramento) parcial dos serviços governamentais poderá entrar em vigor a partir de terça-feira.


O Presidente eleito, Joe Biden, já apelou a Donald Trump que dê “luz verde” ao pacote de 2,3 biliões de dólares.

“Estamos no dia depois do Natal e milhões de famílias não sabem se conseguirão sobreviver por causa da recusa do Presidente Donald Trump em assinar um projeto de lei de alívio económico aprovado pelo Congresso com uma maioria esmagadora e bipartidária", lamentou Biden numa mensagem divulgado no sábado.

O Congresso aprovou a verba na segunda-feira, mas Trump apressou-se a dizer que o plano é uma “desgraça”.

O Presidente que deixa o cargo a 20 de janeiro considera que o projeto de lei concede muito dinheiro a interesses especiais, projetos culturais e ajuda externa, enquanto a provisão de cheques de estímulo de 600 dólares para milhões de americanos em dificuldades é muito pequena.

Donald Trump defende que esse apoio seja aumentado para 2 mil dólares por pessoa em dificuldades.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José J C Cruz Pinto
    28 dez, 2020 ILHAVO 09:43
    Entretanto, já voltou atrás - foi só para mostrar que (além de tudo o mais) também sabe chatear.

Destaques V+