Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

TAP. Sindicatos exigem candidato à administração que represente todos os trabalhadores

02 jun, 2021 - 20:54 • Lusa

João Calisto Belo é o escolhido pela plataforma de seis sindicatos de terra da TAP para o cargo de representante dos trabalhadores no Conselho de Administração.

A+ / A-

A plataforma de seis sindicatos de terra da TAP, que apresentou João Calisto Belo para o cargo de representante dos trabalhadores no Conselho de Administração, disse esta quarta-feira que o candidato escolhido nas eleições deve “representar todos os trabalhadores”.

Os trabalhadores da TAP votam na quinta-feira para eleger um representante no Conselho de Administração, depois de o Governo ter avançado com a iniciativa, que conta com seis candidatos.

Em comunicado, a plataforma, que agrega o SE - Sindicato dos Economistas, SERS - Sindicato dos Engenheiros, SIMA - Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Afins, SINTAC - Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil, SQAC - Sindicato dos Quadros da Aviação Comercial e STHA - Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos, explicou as suas razões para apresentar um candidato.

“Decidimos apresentar um candidato, não porque concordamos com a forma como todo este processo foi gerado e depois desenvolvido, desde logo porque deixou de fora putativos e muito válidos candidatos que por razões óbvias nunca poderiam concorrer”, criticam, apontando que com este regulamento poderiam ter de deixar “a sua profissão” devido ao mandato de quatro anos, referindo-se aos pilotos.

“Decidimos apresentar um candidato porque entendemos que o mesmo terá todas as condições e conhecimentos (João Calisto Belo é trabalhador TAP há mais de 30 anos, atualmente na Área dos RH [recursos humanos], tendo passado por vários setores) para representar todos os trabalhadores, por ser essa a nossa postura – desde sempre e com provas dadas, agregadora”, lê-se na mesma nota.

Os sindicatos apelam à “participação massiva de todos os trabalhadores, na eleição de um representante” para o Conselho de Administração da TAP.

“O contexto desta eleição é único e por isso o resultado também o deve ser, isto é, não vamos eleger alguém que não é, nem nunca foi, trabalhador do grupo TAP”, defendem.

De acordo com o regulamento para estas eleições, a validação das candidaturas apresentadas foi efetuada pelo representante do Ministério das Infraestruturas e pelo Secretário da Sociedade TAP SGPS, tendo o fecho do lote de candidatos sido no dia 28 de maio.

Depois, os candidatos apurados beneficiaram "de um período de cinco dias (de 29 de maio a 2 de junho) para apresentação das suas candidaturas aos trabalhadores da TAP", sendo que a eleição decorrerá na quinta-feira na intranet da empresa.

Os resultados serão conhecidos na sexta-feira e "o candidato mais votado será indicado pela República Portuguesa como administrador não executivo da TAP SGPS e proposto para eleição na assembleia-geral da TAP SGPS que designará os órgãos sociais para o próximo mandato que se inicia em 2021".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+