Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Novos horários do comércio dão “nova esperança” aos empresários

21 ago, 2020 - 13:02 • Redação

Passagem do verão será um teste ao setor do turismo para perceber quem é que aguenta ou não o impacto da crise.

A+ / A-

Veja também:


Os novos horários para o comércio de Lisboa dão uma “nova esperança ao setor” para que haja um regresso à normalidade. É assim que Lurdes Fonseca, presidente da União das Associações de Comércio e Serviço de Lisboa e Vale do Tejo, vê o facto de Lisboa e mais oito municípios da Grande Lisboa terem retomado o horário dos estabelecimentos comerciais de antes da pandemia.

Esta responsável fala em perdas já registadas na ordem dos 70%. “Há associados que andam com reduções de atividade de 30% em relação ao período antes da pandemia. Com empregados, com rendas, sabemos que as rendas são um fator que onera muito esta atividade, e que em Lisboa eram altíssimos”, evidencia.

“Podemos imaginar a aflição que sentem porque não tem apoios de contrair dívidas, mas não há apoios significativos para ultrapassar a crise”, acrescenta.

Lurdes Fonseca receita que o pior pode estar para vir. Para esta responsável, só no final do verão será possível avaliar o impacto da pandemia na Grande Lisboa.

“Havia a expetativa de que as coisas melhorassem um pouco, vamos ver quem é que aguenta e quem é que continua. Vamos ter alguns encerramentos, até pelos contatos que já temos”, avança a líder associativa.

O comércio em Lisboa retoma a partir de hoje os horários de funcionamento antes da pandemia, incluindo os centros comerciais.

Os estabelecimentos de restauração e similares, incluindo os que dispõem de entrega ao domicílio ou take-away, continuam a funcionar com as regras em vigor, ou seja, podem admitir clientes até à meia-noite, tendo de encerrar à 1h00.

A exceção é para os cafés que vão continuar a fechar às 21h00. Segundo uma nota da Câmara, os postos de combustível estão também incluídos, mas continuam proibidos de vender álcool.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+