A Covid-19 tirou o sono a Nuno e Isabel. As sequelas psicológicas de uma doença imprevisível