Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022

“Noites de Verão” Quer passar serões diferentes? Évora tem um convite para si

23 jul, 2021 - 17:37 • Rosário Silva

A iniciativa é da Rede de Museus de Évora, um projeto criado em 2020. Propõe a visita gratuita, uma por cada mês do verão, a diversos espaços culturais e históricos da cidade Património da Humanidade.

A+ / A-

Em família ou entre amigos, a Rede de Museus de Évora (RME) convida-o a passar serões diferentes, já a partir desta sexta-feira, abrindo as portas de alguns dos seus espaços.

Para o efeito, foi criada a iniciativa “Noites de Verão” que, em três sextas-feiras à noite, uma por cada mês do verão (julho, agosto e setembro), lança um convite à fruição gratuita de vários espaços culturais e históricos da cidade, onde é possível conhecer ou revisitar, livremente ou através de uma visita guiada, o legado patrimonial.

O programa do mês de julho acontece neste dia 23, a partir das 19h30, com diversas propostas. A primeira passa por uma visita guiada à exposição do Convento dos Remédios, segue-se uma passagem pelo Museu do Relógio e, a partir das 21h30, o encontro está marcado para o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida. Está ainda programada uma visita livre ao MADE – Museu do Artesanato e do Design, sem necessidade de inscrição, entre as 19h30 e as 22h30.

Criada em 2020, a RME é fruto da cooperação institucional entre várias entidades culturais da cidade-museu. A valorização de Évora e a salvaguarda do seu património, dando a conhecer os equipamentos culturais, as suas coleções e atividades, é o propósito deste projeto.

As entidades parceiras são a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo – DGPC, a Câmara Municipal e Universidade de Évora, a Fundação Eugénio de Almeida, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo, o Museu do Relógio e o Palácio Duques de Cadaval.

Segundo os promotores, a RME funciona “como mediadora entre as pessoas e espaços que devem ser vivenciados, perspetivando a captação e formação de novos públicos e o estabelecimento de relações de proximidade com a comunidade local e com os visitantes.”

Para que isso seja possível, foi criado um bilhete único, o “Évora Ticket”, comum a vários espaços culturais, através do qual é possível visitar locais emblemáticos da cidade Património da Humanidade, por um valor fixo.

Os preços variam entre os 8€ (um dia), os 10€ (dois dias) e os 12€ (três dias), e a entrada é gratuita até aos 12 anos. O “Évora Ticket” está à venda, fisicamente, em cada um dos locais visitáveis incluídos na Rede de Museus de Évora, podendo também ser adquirido no Posto de Turismo local.

Ora neste verão, há um convite para passar serões diferentes, desfrutando da riqueza e diversidade histórica e cultural de Évora. A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia e a um número limite de participantes, sendo que as visitas guiadas são realizadas em português.

Se, porventura, não consegue acompanhar o programa desta sexta-feira, pode anotar as próximas datas. Em agosto, a iniciativa “Noites de Verão” acontece no dia 20, com visitas guiadas aos Claustros do Colégio do Espírito Santo e às Casas Pintadas, e visita livre ao Centro Interativo de Arqueologia – Palácio do Vimioso.

Em setembro, anote na agenda o dia 17, com visitas guiadas ao Centro Interpretativo do Palácio de Dom Manuel, às Ruínas Romanas da Rua de Burgos e à Coleção de Carruagens.

Os espaços da Rede de Museus de Évora cumprem todas as normas e orientações sanitárias da Direção-Geral da Saúde no âmbito da pandemia da Covid-19.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+