Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Jogos Olímpicos

Patrícia Mamona de prata: "Ainda não me caiu a ficha"

04 ago, 2021 - 14:08 • Redação

A atleta portuguesa é vice-campeã olímpica, bateu o recorde nacional e juntou-se ao clube restrito das atletas que saltaram mais de 15 metros.

A+ / A-
Foto: Mário Cruz/Lusa
Foto: Mário Cruz/Lusa
Foto: Mário Cruz/Lusa
Foto: Mário Cruz/Lusa

Patrícia Mamona foi recebida em festa em Lisboa, no aeroporto, após a longa viagem desde Tóquio. A atleta portuguesa, que conquistou a prata no triplo salto nos Jogos Olímpicos, vive dias eletrizantes e assume que ainda não tem bem noção do momento que está a viver.

"Ainda não me caiu a ficha. Obrigado pela receção, obrigado a todos os portugueses. Senti a energia que me transmitiram. É um orgulho representar esta nação", diz Patrícia Mamona, que, além da prata, bateu o recorde nacional (15,01m) e passou a "fazer parte do clube das melhores de sempre".

"Não me contento com um recorde nacional, porque acho que há sempre possibilidades de melhorar. Comecei acreditar que era possível (...) Quero consolidar estes 15 metros. O salto foi 12 cm antes da tábua, o que dá margem de progressão", anota, em declarações aos jornalistas, logo após a chegada a Portugal, esta quarta-feira.

Patrícia Mamona revela que treinou "muito a parte emocional" e agradece todo o apoio do "mestre por trás disto tudo", o seu treinador José Uva.

Ainda sem pensar em Paris 2024, mas centrada em retomar o trabalho para lutar por outros objetivos mais próximas, a atleta, de 32 anos, sublinha que a idade não é um obstáculo. Patrícia dá o exemplo de Susana Costa, "que aos 35 anos bateu o seu recorde pessoal".

"O meu intuito é dar tudo e representar Portugal da melhor forma", conclui a atleta que conquistou a medalha de prata no triplo saltos, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Portugal tem, até ao momento, três medalhas. Além da prata de Mamona, Jorge Fonseca e Fernando Pimenta, no judo e na canoagem, respetivamente, conquistaram medalhas de bronze.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+