Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Federação Portuguesa de Judo

Medalha de Jorge Fonseca “é muito importante para o desporto nacional”

29 jul, 2021 - 12:45 • Pedro Castro Alves

Jorge Fernandes, presidente da Federação de Judo, elogia o atleta português, que mostrou “que é o melhor do mundo”. São os “melhores resultados de sempre” e já aponta a Paris 2024.

A+ / A-

Jorge Fernandes, presidente da Federação Portuguesa de Judo (FPJ), considera que os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 trouxeram os “melhores resultados de sempre da história do judo” de uma das “melhores seleções do mundo”, após a medalha de bronze de Jorge Fonseca em -100 kg.

“Esta medalha [de Fonseca] é muito importante para o desporto nacional e para o judo, especialmente”, afirma, em entrevista a Bola Branca.

Jorge Fonseca perdeu na meia-final, perdendo a possibilidade de lutar pelo ouro. O presidente da FPJ lembra que o judoca “tentou e fez tudo para ganhar” e “não falhou” o ouro: "O outro é que foi melhor do que ele."

“O Jorge mostrou que é o melhor do mundo, não há dúvidas”, afirma.

“É bicampeão do mundo, esteve sempre a dominar e a controlar o combate, apesar das cãibras que estava a ter”, reforça Jorge Fernandes.

Agora, é apontar a Paris 2024, competição para a qual já se treina “há mais de um ano”. “O judo português tem vindo a crescer”, diz Jorge Fernandes, que garante que a seleção vai “continuar nesta linha”.

“A partir de amanhã [sexta-feira], o comboio vai continuar viagem rumo a Paris 2024”, remata o presidente da Federação Portuguesa de Judo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+