Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Associação de Adeptos chocada com dualidade de tratamento entre portugueses e estrangeiros

31 mai, 2021 - 12:45 • José Barata

Martha Gens, presidente da Associação Portuguesa de Defesa do Adepto, lamenta que o Governo tenha dois pesos e duas medidas no tratamento dos adeptos.

A+ / A-

A presença de adeptos nas bancadas do Estádio do Dragão na final da Liga dos Campeões é motivo para críticas, por parte da Associação Portuguesa de Defesa do Adepto. Em entrevista a Bola Branca, Martha Gens lamenta a discriminação de que os adeptos portugueses estão a ser alvo, comparativamente com os estrangeiros, onde tudo lhe é permitido.

"Nós estamos chocados com a disparidade de tratamentos que é oferecida aos adeptos portugueses, e que é oferecida aos adeptos estrangeiros. Porque lhe foi permitido em Portugal ver um jogo de futebol, algo que não é permitido aos adeptos portugueses há muito tempo, apesar de terem havido vários testes. As entidades governamentais continuam a não se entenderem relativamente e este tema. E mais gravoso do que isso foi a disparidade de comportamentos que vimos das autoridades policiais, perante acontecimentos que ocorreram durante o jogo da Liga dos Campeões e, por exemplo, as medidas de segurança que foram tomadas durante os jogos do Campeonato de Portugal. Não faz sentido nenhum, o que nos leva a concluir que em Portugal o adepto é visto como mero acessório de um evento desportivo", lamenta.

Sobre a possibilidade do regresso dos adeptos portugueses aos estádios logo no inicio do campeonato, a presidente da Associação Portuguesa de Defesa do Adepto mostra-se céptica, apesar de considerar que o Governo não deveria impedir o regresso do público, depois do que aconteceu no Porto durante a final da Liga dos Campeões.

"Eticamente o Governo não teria condições para impedir o regresso dos adeptos, mas não temos grande expetativa. Gostávamos que isso acontece há muito tempo e não só por este episódio. Gostava de dizer que os adeptos pudessem estar no regresso do campeonato, mas não temos certezas nenhumas", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+