Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Messi: "PSG é o lugar ideal para voltar a ganhar a Champions"

11 ago, 2021 - 10:41 • Redação

O jogador argentino revela os motivos que o levaram a escolher o clube francês, depois de ter terminado a ligação ao Barcelona.

A+ / A-
“Estou muito feliz”. É oficial, Messi apresentado como reforço do PSG
“Estou muito feliz”. É oficial, Messi apresentado como reforço do PSG

Lionel Messi revela que escolheu o PSG por considerar que se trata do "lugar ideal para tentar voltar a erguer o troféu da Liga dos Campeões". O clube procura alcançar esse objetivo há alguns anos, "tem estado muito perto" e esse é um sinal de que tem equipa para o conseguir.

"Não é fácil ganhar a Champions, mas o PSG sabe disso. Esteve muito perto de o conseguir nos últimos anos. Chego a uma equipa que está feita e venho ajudar para tentarmos ganhar a Champions. O meu meu sonho é voltar a ganhar a Liga dos Campeões e aqui é o lugar ideal para o conseguir", diz o novo número 30 dos parisienses, na conferência de imprensa da sua apresentação como reforço do PSG, no Parque dos Princípes.

Messi multiplicou elogios ao plantel, à equipa técnica, à direção e à estrutura do clube. A qualidade que identificou também pesou na decisão de assinar por duas temporadas pela equipa de Paris, depois de ficar sem contrato com o Barcelona.

"Espero que juntos possamos ser mais fortes. O balneário também pesou na minha decisão. Vou reencontrar-me com Neymar, Di Maria. É uma felicidade enorme, uma loucura poder partilhar o balenário com este plantel. Reforçou-se com jogadores espetaculares, que se juntaram aos que já cá estavam", observa.

Messi, de 34 anos, acrescenta, ainda, que o espírito "ambicioso", "vitorioso" do PSG também facilitou a sua opção, bem como a forma como os dirigentes "se posicionaram, logo após o Barcelona emitir o comunicado da minha saída", revela.

Na lista de motivos que o levaram a decidir por prosseguir a carreira no Parque dos Princípes, Messi ainda incluiu a grandeza da liga francesa, "que cresceu muito nos últimos anos, com um forte contributo do PSG", e a "proximidade" com Mauricio Pochettino. "Claro que falei com o treinador. Já nos conhecemos há algum tempo. Há uma proximidade, até porque somos argentinos. O treinador e os jogadores fizeram muito para que eu escolhesse este clube", conclui.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    11 ago, 2021 Funchal 12:28
    O goat chorou de alívio por deixar um Titanic espanhol, desculpem, catalão. CR7 também devia fazer o mesmo e ter o prazer de jogar com Messi. Pois, complementam-se.

Destaques V+