Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Real Madrid tenta travar novo investidor da liga espanhola

10 ago, 2021 - 15:09 • Lusa

O clube anuncia, em comunicado, que vai interpor ações judiciais contra o presidente da federação e o Fundo CVC, que se prepara para investir 2,7 mil milhões de euros na liga.

A+ / A-

O Real Madrid vai interpor ações judiciais contra Javier Tebas, presidente da Liga espanhola de futebol, Javier de Jaime, gestor do Fundo CVC e o próprio Fundo CVC, anunciou o clube madrileno, em comunicado, esta terça-feira.

O clube presidido por Florentino Pérez, que já se opôs ao acordo entre a Liga espanhola e o Fundo CVC, garantiu que também vai instaurar ações judiciais para anular os acordos que venham a ser alcançados entre as duas entidades na assembleia de quinta-feira.

Em 4 de agosto, a LaLiga, organizadora do campeonato espanhol de futebol, anunciou um acordo de princípio para a venda de 10% do seu capital ao fundo de investimento CVC Capital Partners SICAV-FIS, a troco de 2,7 mil milhões de euros.

A injeção da verba na competição e nos clubes, abalados pela pandemia de Covid-19, possibilitará “manter intactas as modalidades desportivas e a organização e gestão da comercialização dos direitos audiovisuais”, refere LaLiga.

O referido acordo, que foi ratificado no mesmo dia pela Comissão Delegada da Liga espanhola e pelo Comité de Investimentos CVC, contempla uma operação “destinada a promover o crescimento global da LaLiga e seus clubes, continuando a transformação em uma empresa global de entretenimento digital”.


Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+