Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

José Mourinho apresentado na Roma. "Não vamos ganhar já"

08 jul, 2021 - 13:38 • Redação

O treinador português salienta que quer construir um projeto duradouro no clube italiano, para "chegar ao sucesso e ficar lá". "Podia prometer títulos, mas não é essa a realidade", vinca.

A+ / A-

José Mourinho pretende levar a AS Roma ao sucesso duradouro. Nesse sentido, não promete títulos, mas sim um projeto para três temporadas, ou mais, com o intuito de alcançar o topo e lá permanecer.

O treinador português foi apresentado, esta quinta-feira, como o novo treinador da Roma. Questionado sobre se esta seria uma boa época sem títulos, Mourinho preferiu olhar para a questão por um prisma distinto.

"Vou falar sempre de títulos. Podia prometer isso, seria fácil, mas não é essa a realidade. Falam de títulos, mas nós falamos de projeto, de tempo, de melhorar. Para os donos da Roma, a ideia não é termos sucesso isolado. Querem chegar ao sucesso e ficar lá. (...) Sei o que quero para este clube e o que me pediram, o projeto é claro. Queremos construir um bom futuro. O que os donos querem é situação sustentável no futuro e quero ajudar nisso, com grande paixão. É tempo de trabalhar. (...) Há muito trabalho a fazer, mas todos juntos vamos querer chegar a títulos. Mas, a acontecer tudo normalmente, não vamos ganhar já", avisou.

Mourinho admitiu que não pode "escapar à realidade" de a Roma ter terminado a última época 29 pontos atrás do campeão. No entanto, antes de mais, há que "perceber porquê e perceber o trajeto" a fazer para conseguir mudar a situação: "Se pudermos acelerar o processo, melhor."

O mesmo ADN, mais velho e melhor


O técnico português, de 58 anos, pediu que não se fale "da Roma de Mourinho", mas sim da "Roma dos romanos" e que não sejam feitas comparações — nem com o passado do clube, nem com outras equipas.

"Vou divertir-me, acho que nos vamos divertir todos. Não estou aqui para arranjar problemas ou olhar para alguém. Mas para defender os meus jogadores e o clube, estou pronto", garantiu Mourinho.

O português acredita ser "melhor pessoa e melhor treinador" do que há 10 anos, quando deixou o Inter de Milão. Porém, "o ADN não muda".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+